Greve poluente

Não havia hipótese, eu tinha de vir de carro para Lisboa. Sempre que o faço, mais uma célula do meu epitélio ambientalista se escama. Mas não restava mesmo alternativa. Eu vivo a 25 quilómetros do meu posto de trabalho, distância impossível de vencer pelos modos normais num dia de greve. Os comboios estavam parados, o […]






“Online” ou “in loco”

Desde que adoptámos a prática, nunca tinha falhado. Ao chegar à caixa do hipermercado, com o carrinho cheio, minha mulher normalmente diz: “É para entregar”. E eis que surge um prestativo funcionário que se encarrega da parte muscular da compra: separa, ensaca, acondiciona e carrega os produtos recém-adquiridos para um limbo misterioso. Horas mais tarde, […]