Bicicleta roubada

Desci do comboio com uma sensação ambivalente. Era tarde e estava frio. Eu vinha já cansado e teria de enfrentar dez minutos a pedalar, sempre a subir, até a minha casa. Por outro lado, faria exercício e evitaria a emissão de valentes quantidades de CO2 num percurso curto, que não faz sentido cumprir de carro. […]






Hoje é Carnaval

Não quero ser chato, há pessoas mais qualificadas para isto. Mas sou obrigado a raciocinar sobre o Carnaval. Se um ser pensante deseja ardentemente a sustentabilidade, tem de refletir sobre todos os momentos da sua existência, incluindo celebrações pagãs, nas quais a pele e o desgoverno felizmente prevalecem sobre a moderação e o intelecto. E […]






Moedas históricas

Devem estar a brincar comigo. Brincar é modo de dizer, afinal é apenas um negócio o que me oferecem no postal que me chegou às mãos. Um negócio da China, diga-se de passagem, mas apenas a quem vende. Para o comprador, consciente ou incauto, adquirir 12 cêntimos por dois euros só pode ser classificado como […]






Mapa fatídico

Antes da Internet, os mapas em papel estavam sempre à mão. Havia três ou quatro de Portugal em diferentes pontos da casa, um no carro, um na mochila. Em termos geográficos, eu estava sempre orientado, bastava quase que esticar o braço e o país submetia-se, em duas dimensões, à observação orgânica, sem eletricidade. Aos poucos, […]