As bicicletas são os automóveis dos poetas

Um texto poético, bem-humorado e que foi publicado pela primeira vez em 1971, pelo autor surrealista António José Forte (1931-1988). A primeira edição que se nos deparou datava de 2001, com capa e desenhos da sua mulher, Aldina Costa, numa edição bonita e cuidada da Parceria A. M. Pereira. Logo ali nos rendemos ao ritmo, […]






Um rei chato e uma revolução

Havia um rei muito chato. Fazia sempre tudo da mesma maneira. “Convém avisar que um rei pode ser lei. (É só trocar o R pelo L.)”, escreve-se logo no início. Segue-se a descrição de algumas rotinas de el-rei Dom Chato. “Calçava sempre a bota direita antes de calçar a esquerda. Penteava-se sempre à mesma hora, […]






Um avô que pratica pilates e ainda escreve cartas de amor

Catarina Sobral escreveu e desenhou O Meu Avô. Agora, leu-o em voz alta, assinalando o Dia dos Avós, que se comemora neste domingo, e integrando os Livros para Escutar do Letra pequena. Ora vejam e escutem o vídeo realizado por Vera Moutinho. Com este livro, Catarina Sobral foi considerada a melhor ilustradora internacional, com menos de […]






Um alfabeto de emoções

Hoje Sinto-me… não é sobre os estados de espírito que os utilizadores do Facebook teimam em dar a conhecer ao mundo. É bastante mais interessante. Trata-se de um alfabeto de sentimentos que um rapaz vai experimentando em cada dia. A cada emoção corresponde uma imagem, umas mais poéticas, outras mais óbvias, mas todas muito bem […]