“Quebrar a cabeça” no Dia Mundial do Livro

(Hoje, 23 de Abril, é Dia Mundial do Livro.) Como o nome anuncia, este livro é um quebra-cabeças. Também será o que nós quisermos, basta aceitarmos o desafio do autor e desatarmos a pintar pequenas caixas de cartão ou de papel (caixas de fósforos, de pastas dentífricas, de lâmpadas, de medicamentos, de tisanas, etc, etc). […]






Um livro é para ser lido

“O puré de batata é para chegar para todos”, escreve-se assim de repente, só para início de conversa. Na imagem vê-se uma montanha gigante sobre uma mesa rodeada de crianças de vários tamanhos,  umas sentadas e outras de pé. Também lá está um gato. E as páginas que se seguem repetem a fórmula com outros […]






Escrever ao carteiro

“Aquele era o último dia de trabalho do senhor Costas. O último dia como único carteiro de toda a ilha.” É o início de uma narrativa textual e visual que conquista de imediato os adultos. Pelo menos alguns deles. E por isso a trazemos aqui, na expectativa de que a partilhem com as crianças das […]






O sonho de voar

Este livro é um poema que faz voar qualquer leitor, tenha a idade que tiver. Ora escutem: “Não sabia o que queria, mas, se pudesse voar, seria. /Sentia por dentro uma inquietação de ave, vontade súbita e suave de longe, descolar do chão com destino sem mapa. Maneira de estar, sem estar, sempre de olho […]






Caminhar até ao ponto de partida

Olaj estava aborrecido e resolveu caminhar. É preciso dizer que vivia num “planeta muito, muito pequeno, numa casa muito, muito grande”. Pelo caminho, encontrou vários animais que se lhe foram juntando. “Olaj caminhou, caminhou, e o peixe de aquário com a cauda ao contrário encontrou. — Queres vir comigo? — perguntou, e como ele não […]






Há coisas que não se repetem

Assim que se lê o título, vêm várias hipóteses ao pensamento. Num mundo tão diverso, podia estar a falar-se de muita coisa. Mas é preciso folhear o livro até ao fim para ver esclarecido o mistério. Começa assim a descoberta: “Há-os em todos os países, nas terras altas e nas planícies longínquas, nas urbes populosas […]






A doce vingança de Maurice Sendak

Quando tinha apenas 11 anos, o autor deste livro, Maurice Sendak, deslumbrou-se frente a uma montra de bolos numa feira de Nova Iorque, a da pastelaria Sunshine Bakers. “Nós forneamos para ti enquanto dormes” era o lema desta “cozinha da noite”. Sendak, já adulto, contou que criou a história como vingança: “Agora, já sou suficientemente […]






Prémio Nacional de Ilustração vai para o sofá

O Prémio Nacional de Ilustração 2012 foi atribuído ao conjunto de ilustrações da obra A Cadeira Que Queria Ser Sofá, da autoria de Ana Biscaia com texto de Clovis Levi, publicada pela editora Lápis de Memória. As duas menções especiais foram atribuídas às ilustrações da obra Mário de Sá-Carneiro: Antologia Poética, da autoria de Tiago Manuel, […]






No dia em que o rei fez anos

O Carnaval dos Animais Texto: José Antonio Abad Varela Tradução: Elisabete Ramos Ilustração: João Vaz de Carvalho Música: Camille Saint-Saëns Interpretação: Academy of London Edição: Kalandraka 96 págs., 20€ (livro+CD) No dia em que o rei (da selva) fez anos, todos os animais foram cumprimentá-lo. Primeiro chegaram os felinos, depois os mais velozes, em seguida […]






A preguiça de uns e o empenho de outros

A Galinha Ruiva Adaptação: Pilar Martínez Tradução: Elisabete Ramos Ilustração: Marco Somà Edição: Kalandraka 36 págs., 12,50€ Um conto tradicional inglês sobre a preguiça de uns e o empenho de outros. Mas também sobre a perseverança e a falta de solidariedade. A história: uma galinha ruiva encontrou uns grãos de trigo e resolveu semeá-los. Perguntou […]






A Coisa Perdida, por Shaun Tan

A Coisa Perdida Texto e ilustração Shaun Tan Tradução Gabriela Rocha Alves Edição Kalandraka 36 págs., 15 euros O narrador começa por perguntar se os leitores querem escutar uma história. E diz que não se lembra das mais “divertidas” nem das mais “terríveis” que sabia dantes. Mas dispõe-se a contar uma: “A daquela vez em […]