Mais uma história às escuras

Mais uma história sem luz eléctrica, como a publicada em 2012, Uma Escuridão Bonita, dos mesmos autores: Ondjaki e António Jorge Gonçalves. Na apresentação do livro na quarta-feira no Correntes d’Escritas, Póvoa de Varzim, o escritor quis dar “uma explicação oficial” sobre estas histórias às escuras: “Não haver luz eléctrica em Luanda ajudou não só […]






Quando for grande, quero guardar livros

Uma criança reflecte sobre o que será quando for grande. E a mãe vai reflectindo com ela, contrariando-a na maior parte do tempo ou dando-lhe novas pistas. Mas sempre com grande (excessivo!) sentido de protecção. “Quando for grande quero guardar o Sol.” “Podes ficar cego! — diz a mãe.” Sílvio prossegue: “E se for guarda […]






Nunca desistir de procurar

Quem não teve já a sensação de ter perdido algo? Sem saber exactamente o quê, de repente apercebe-se de que lhe falta qualquer coisa essencial. E o mais acertado é partir à sua procura. Enfrentando desconforto, obstáculos, tempestades, mistérios, desconhecidos, medos e tudo o mais. Foi exactamente isso que fez o pequeno Mi nesta sua […]






♪♫♪♫♪ Dança comigo ♪♫♪♫♪

Era uma vez um livro que não tinha palavras e que era e não era para crianças. Em rigor, a história tinha uma única palavra, “dança”, e vinha na capa do livro. Lá dentro, um homem sisudo, pesadão e desajeitado não conseguia acompanhar a alegria, leveza e agilidade de uma mulher. Ela e outros pares […]






De umas coisas nascem outras (sabiam?)

Uma dupla poética de autores que consegue sempre criar obras que nos surpreendem, acalmam e reconciliam com o universo. Ele, João Pedro Mésseder, pela forma preciosa como escolhe cada palavra; ela, Rachel Caiano, pelo modo como representa o silêncio e nos dá a paz de que necessitamos. Depois de O Pequeno Livro das Coisas (2012) […]






Mia Couto não escreve para crianças

… disse o autor a propósito deste livro (edição de 2009): “Não se escreve para crianças. Teremos, apenas, idade para viver em história. Encantados, como os personagens deste livrinho. Deste modo, estaremos aptos a ser beijados pelas palavras.” Letra pequena foi recuperar esta informação aqui, depois do anúncio de que Mia Couto tinha sido distinguido com o Prémio […]