O texto que não foi escrito a tempo

O tempo avançou e já era tarde. A exposição de Isidro Ferrer tem de seguir viagem. Para França, dizem-nos. Não se foi a tempo de divulgar o seu trabalho no Público, como se pretendia. Deixa-se aqui uma versão possível do que poderia ter sido impresso e assim ter levado (hipoteticamente) mais pessoas à Biblioteca de […]