As maldades e as bondades de Malaquias…

  … são como as nossas. Malaquias personifica uma criança, com todas as suas maldades e bondades. Tem por companhia vários amigos, que o vão ajudar a lidar com emoções – as felizes e as outras. São eles: o macaco Gastão, a gata Metediça, o cão Óscar, a girafa Manelinha, as cadelinhas gémeas Xica Patinhas […]






Porque hoje é Dia da Mãe

Porque se assinala neste 6 de Maio o Dia da Mãe, aqui fica uma sugestão para fazer as famílias felizes. Neste livro, o autor é a criança, que vai contar a história da sua relação com a mãe. Não só vai contá-la, como ilustrá-la. Para tal, precisará da ajuda de um adulto. Mas atenção que […]






Grandes mundos minúsculos

Do infinitamente pequeno… é do que trata este livro, que dá a conhecer aos mais novos o que são e onde vivem os micróbios. Na verdade, estão em todo o lado. Descrição inicial: “Não têm olhos, cabeça nem pernas, tão-pouco têm ramos, raízes ou folhas, porque não são animais nem plantas. Mas têm vida. São […]






Porque não se pode ignorar o bullying

“Quase toda a gente disse que não estava bem que o cão tivesse derrubado o rapaz e o tivesse mordido, mesmo que ele o merecesse. Se calhar tinham razão. Mas eu não podia culpar o Adão. Se fosse tão grande e forte como ele, talvez tivesse feito bem pior!” Quem assim nos fala é Violeta, […]






Um elogio às hortas comunitárias

Porque já é Primavera e é tempo de semear as suas cenouras, o coelho Simão decide tratar da horta. Começou por construir uma cerca, para delimitar o terreno, “preparou a terra”, “arranjou sementes e espalhou-as”. Depois foi regando e esperando, “e elas, pouco a pouco, foram crescendo”. Chegou então o dia de as apanhar. “Eram […]






O pequeno torna-se grande num livro*

* Título da mensagem deste ano (2018) do IBBY para assinalar o Dia Internacional do Livro Infantil. Da autoria da escritora Inese Zander (Letónia). As pessoas inclinam-se para o ritmo e para o equilíbrio, tal como a energia magnética organiza as aparas de metal numa experiência da física, tal como um floco de neve forma cristais a partir […]






Todas as crianças são inteligentes

Logo na capa revela-se o que está dentro do livro: “48 desafios para descobrires o Génio que tens em ti.” Mas o convite da contracapa é mais eficaz e esclarecedor: “Olá, eu sou o Génio, um monstro Genial! Adoro divertir-me e pôr-me à prova com todo o tipo de desafios. E tu? Se alguma vez […]






As bicicletas são os automóveis dos poetas

Um texto poético, bem-humorado e que foi publicado pela primeira vez em 1971, pelo autor surrealista António José Forte (1931-1988). A primeira edição que se nos deparou datava de 2001, com capa e desenhos da sua mulher, Aldina Costa, numa edição bonita e cuidada da Parceria A. M. Pereira. Logo ali nos rendemos ao ritmo, […]






Desafiar os deuses e vencer

… ou a possibilidade de sermos o que quisermos. Sonhando primeiro, mudando depois. Não é fácil para uma criança crescer somente rodeada de adultos. Por mais atenção que lhe seja dada, falta-lhe a experiência de ter amigos da sua idade com quem brincar, zangar-se e viver a alegria de se reconciliar. Nada disto tem Tattoo, […]






No princípio, era… a semente

A transformação de uma semente numa árvore é aqui contada e ilustrada de forma inspirada e poética. “Começa numa semente. Mas o que será, mais à frente? Uma raiz, um rebento, algumas, poucas folhinhas. Com o correr das semanas, cresce o rebento, altaneiro: para as joaninhas, um trono; para as libelinhas, poleiro! Mas sonha ser […]






Pierre Pratt emprestou-nos a voz (e o sotaque)…

… em mais um Livro para Escutar do Letra pequena. O autor esteve no estúdio do Público a ler Boa Noite! “O Sr. Silva chega sempre a casa ao final do dia. Vem cansado. Mora mesmo no cimo de um prédio com 96 andares”, lê-se no início do livro, ao mesmo tempo que se mostra o […]






Os narizes compridos de João Vaz de Carvalho

Uma colecção de contos de Luísa Ducla Soares com ilustrações de João Vaz de Carvalho. Histórias de rapazes de narizes excessivamente compridos, meninas exageradamente bondosas, rapazes incompreensivelmente medricas e senhores absurdamente fortes. Juntar a boa disposição de Luísa Ducla Soares ao humor de João Vaz de Carvalho só poderia resultar num livro muito divertido e […]