Na boca do lobo (que cheira mal)

Um livro que contém poemas poemas criados a partir de expressões idiomáticas comuns, como “andar com a cabeça na lua”, “fazer uma tempestade num copo de água” ou “ir por maus caminhos”. A que dá título à obra, “na boca do lobo”, mereceu este texto divertido de Sara Monteiro: “Na boca do lobo cheira sempre muito […]






Leve os miúdos a uma livraria

Na véspera do Dia Internacional do Livro Infantil, divulgámos este texto. Também podem lê-lo aqui no Letra Pequena (foto da Hipopómatos na Lua, “surripiada” da página de Facebook da livraria). A data de nascimento de Hans Christian Andersen é pretexto para lembrar a importância dos livros para crianças. Há cada vez mais livrarias vocacionadas para o livro […]






Uma floresta quer-se arrumada?

Um texugo chamado Pedro é obcecado por limpezas e arrumações. Por isso não consegue deixar que a floresta seja o que se espera dela: um espaço natural e vivo, com a “desorganização ecológica” que lhe é característica. “Arrumava e organizava, era um fã das limpezas. Arrumava as flores, e as que eram diferentes, cortava-as logo, com […]






As contradições das cidades

Avó e neto passam o domingo juntos. Vão à igreja e depois apanham um autocarro que percorre a cidade. Saem na última paragem, que fica na Rua do Mercado. Vão à “sopa dos pobres”. Pelo caminho, a criança vai questionando a avó: “Porque é que temos de esperar pelo autocarro debaixo de tanta chuva?”; “porque […]






Os pais estão diferentes

No domingo, 19 de Março, assinala-se o Dia do Pai. A verdade é que os pais estão diferentes de outros tempos: cuidam dos bebés, lêem-lhes histórias, não se envergonham de os beijar e abraçar em público, levam-nos ao parque e a todo o lado sem a presença das mães. Não foi sempre assim. Porque também […]






Mais uma história às escuras

Mais uma história sem luz eléctrica, como a publicada em 2012, Uma Escuridão Bonita, dos mesmos autores: Ondjaki e António Jorge Gonçalves. Na apresentação do livro na quarta-feira no Correntes d’Escritas, Póvoa de Varzim, o escritor quis dar “uma explicação oficial” sobre estas histórias às escuras: “Não haver luz eléctrica em Luanda ajudou não só […]






Nunca desistir de procurar

Quem não teve já a sensação de ter perdido algo? Sem saber exactamente o quê, de repente apercebe-se de que lhe falta qualquer coisa essencial. E o mais acertado é partir à sua procura. Enfrentando desconforto, obstáculos, tempestades, mistérios, desconhecidos, medos e tudo o mais. Foi exactamente isso que fez o pequeno Mi nesta sua […]






Rudyard Kipling e a filha “Mais-que-tudo”

Doze contos do mesmo autor de O Livro da Selva e que recebeu o Nobel da Literatura em 1907. Histórias Assim foi imaginado para a filha de Rudyard Kipling, a pequena Josephine. Nele se fala sobretudo de animais, numa mistura de verdade, imaginação e humor. Para serem lidas em voz alta, as histórias interpelam directamente […]






Um miúdo que explica (quase) tudo aos pais

É sabido que as crianças fazem muitas e muitas perguntas. Nem sempre os pais sabem ou querem responder. Chegam a desesperar com o momento em que as questões lhes são postas. Seja porque lhes parece que a criança se está a antecipar às fases de desenvolvimento que os manuais ditam ou porque aparecem em contextos […]






Uma bancada de cozinha ou um livro?

Um livro de receitas, em que se aprende a fazer salada, caldo de feijão, pão de frigideira (“um pão-quase-pizza”), limonada, molho de iogurte, guacamole, vinagrete, sopa de tomate com ovos, bolo de maçã e, claro, batata chaca chaca. Do abastecimento da despensa ao momento em que chegam os convidados para a refeição, o leitor vai […]






A coragem de ter medo

Começa-se pelo medo do desconhecido, entra-se pelo escuro, passa-se pela tempestade, pelo silêncio, pelas alturas, pela dor ou pela diferença. Mas há outros medos explorados neste primeiro livro infantil ilustrado de Rodrigo Abril de Abreu. Estão lá os receios de alguns de nós já adultos e das crianças também. O livro organiza-se em diálogo, onde […]






Mão Verde, um livro para cantar

Porque hoje [1 de Outubro] é Dia Mundial da Música, trazemos um livro (também) para cantar. Comecemos pelo fim, reproduzindo o registo nas últimas páginas deste livro e disco (ou “lisco” e “divro”, brincando como os autores) com as simpáticas e verdadeiras palavras: “As árvores quando morrem viram livros e os livros guardam histórias e […]






Jutta Bauer: “A minha língua é a ilustração”

(Texto divulgado no Público de 24 de Setembro.) Jutta Bauer diz que faz livros porque não sabe fazer outra coisa, mas nunca acreditou que poderia viver da ilustração. Enganou-se. Está em Óbidos, no Festival Literário Internacional, a partilhar o que sabe. Nasceu em Hamburgo, é a mais nova de nove irmãos e passou a infância […]