A gritar é que a gente se desentende

Discórdia é um livro que também pode ser entendido por crianças, mas que se destina a todos. Fala, sem palavras, da urgência de se criar pontes de entendimento. Com esperança. Integrado na colecção Imagens Que Contam, esta narrativa visual, explica-nos a autora, brasileira, começou assim: “Achei intrigante brincar com a ideia de fazer um ‘livro silencioso’ bem […]






Quem disse que não sabes desenhar?

Um livro que convida a riscar, pintar, recortar. Sem complexos. O virtuosismo não é para aqui chamado. Uma frase recorrente, “não sei desenhar”, é escutada por Nic e Inês durante as formações de expressão plástica que dão a crianças e adultos. “É comum a todos, mesmo a quem sabe efectivamente desenhar. Para nós, é importante realçar […]






O pescador, o golfinho e as crianças de Aniki-Bobó

Um passeio num porto de pesca algarvio fez nascer uma personagem e uma história. Quem a desenhou reenvia-nos para as crianças do filme Aniki-Bobó, de Manoel de Oliveira. A história é narrada por António, que nasceu “numa aldeia de pescadores, junto à foz de um rio muito grande”. Diz-nos o rapaz que vivia “numa casa que […]






Ler não engorda

Foto Rui Gaudêncio Mesmo que ler engordasse, haveria por aí muitos trinca-espinhas alérgicos a livros, livrarias e bibliotecas. Ficámos a conhecer a frase do título há mais de duas décadas, quando conseguimos, pela primeira vez, “tempo de antena” no jornal para a literatura infanto-juvenil. Foi o escritor António Mota que a disse, ao recordar ao PÚBLICO […]






A importância de cada um de nós no mundo

Só por existirmos já somos importantes. É isso que Christian Robinson quer mostrar às crianças. Todos contamos, todos somos importantes, todos valemos. “Uma coisa mínima que mal se vê”; “quem apanha a onda ou quem nada contra a maré”; “o último a ir e o primeiro a chegar”. Todos. Não importa o tamanho, a proveniência, […]






Um conto feliz da tradição judaica

José ganhou uma manta assim que nasceu. Feita à mão pelo avô, que era alfaiate, a coberta vai acompanhá-lo por muito tempo. O autor português da adaptação de A Manta do José, Miguel Gouveia, encontrou uma versão deste texto há cerca de dez anos, no livro Joseph Had a Little Overcoat, de Simms Taback. “Esse texto usa […]






Virginia Woolf para menores

O conto A Cortina da Senhora Lugton foi encontrado entre as páginas do manuscrito do romance Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf. Data de 1924, mas não se nota. A senhora Lugton adormeceu com um tecido azul sobre os joelhos. “Estava a ressonar muito alto. Deixou cair a cabeça; os óculos haviam-lhe subido para a testa. Estava sentada perto do […]






Galo Gordo: a cantar desde 2009

  Um projecto que junta palavras, música e ilustração e anda há mais de dez anos por aí a alegrar famílias. Galo Gordo já voou até à Austrália e à Índia. Lançado no final do ano passado, Galo Gordo É Uma Festa! assinala a passagem de mais de uma década sobre o início deste projecto literário e […]






A magia do riso (e da amizade)

Rir é bom, fazer rir também. Filipe ria que se fartava, Luís não. Isso não os impediu de se tornarem bons amigos. O título do livro causa estranheza, atrapalha a dicção e provoca logo um sorriso: Síul, Epilif e o Grande Zigomático. Descodificando, Síul é “Luís” ao contrário, Epilif é “Filipe” de trás para diante, Zigomático é o músculo principal responsável pelo […]






A casa da minha mãe e a casa do meu pai

Como muitos, há um casal que se separa. Um do outro, mas não da filha. Entre a casa da mãe e a do pai, a menina aprende a viver com duas famílias. E dois cães. Um livro que começou por ser escrito para um espectáculo da Imaginar do Gigante: Duas Casas – Teatro com Coisas lá Dentro. […]






É importante saber se é menino ou menina?

A reflexão sobre identidade de género anda a cansar muitos de nós. Sobretudo os que não têm dúvidas e nela se sentem confortáveis. É injusto. “Menino ou menina?”; “traquina ou traquina?”; “azul ou rosa?”; “guloso ou gulosa?” Parecem perguntas inocentes. Até seriam se não provocassem tantos constrangimentos e impedimentos. Para eles e para elas. Este […]






À procura de poetas

Encontrar a poesia e o poético não significa encontrar poetas. Nana ainda não sabe isso. Nana descobre a poesia e o amor. Por esta ordem. Nascida numa ilha, escolheu ter esse nome depois de a avó partir para sempre. (“Nana” significa “cantiga para adormecer”.)  “Agora que já não estás, em nana me transformarei. Nana da […]






Era uma vez… uma história

A mãe começa a contar uma história ao filho, que embala no colo. As perguntas da criança acabarão por definir o rumo das personagens e o desfecho da narrativa. “Era uma vez um ursinho que foi pescar…”, diz a mãe, ao iniciar uma história. É o filho que lhe dará um nome, um chapéu, um […]






Aprender a esperar e a contemplar

Um livro sobre a paciência e a impaciência. Para Miyuki é urgente que uma pequena flor do seu jardim, ainda em botão, se abra e floresça. No primeiro dia de Primavera, a pequena Miyuki acordou de madrugada, percorreu descalça as áleas do jardim e foi ter com o avô, apressada: “— Levanta-te Avô, levanta-te! O dia despertou […]






O mar que se escuta nos búzios

Quem nunca encostou um búzio ao ouvido para ouvir o mar? Em Sopros do Mar Antigo, um velho conta a origem desse eco misterioso. Uma história escrita há mais de 30 anos, quando a autora, Emília Ferreira, andava pelos 20 e poucos. Nela se relata poeticamente a relação entre as marés e a Lua e se […]