Gatos e emigrantes

O Livro dos Gatos Texto T.S. Eliot Tradução João Almeida Flor Ilustração Axel Scheffler Edição Nova Vega 72 págs. (+36 págs., caderno com texto em inglês), 16,96 euros   Um clássico da literatura infantil inglesa com 70 anos. Mas foi sobretudo a partir de 1981 que o mundo ficou a conhecer esta história dedicada à […]






Robert Muchamore está cá amanhã

Por “cá”, entenda-se Portugal, Lisboa, Feira do Livro, Parque Eduardo VII, espaço da Porto Editora. Horário de autógrafos, das 15h em diante. Se quem está desse lado do ecrã não sabe quem é Robert Muchamore, é porque não tem adolescentes por perto. Letra pequena vai amanhã conversar com o autor desta série sobre jovens espiões (cujo primeiro […]






Um livro difícil

Andámos a adiar a sua leitura porque sabíamos o tema sobre que tratava (desculpem a cobardia). Por isso dizemos que é um livro difícil, mas a leitura não. O texto é escorreito e as palavras escolhidas com sensibilidade, mesmo as propositadamente “adulteradas”. Para saber como um jovem do 10.º ano o resumiu e comentou (já […]






Lágrimas de Crocodilo

Se já alguma vez chorou lágrimas de crocodilo, este livro é para si. Se nunco chorou lágrimas de crocodilo, este livro também é para si. Este livro é para toda a gente. Aliás, como todos os que a Bruaá edita. Um dia, Letra pequena perguntou ao editor Miguel Gouveia: “Como é que consegue ficar com […]






Pedalar entre fantasmas

Com a obra The Graveyard Book, o britânico Neil Gaiman venceu o importante prémio de livros para a infância American Library Association’s Newbery Medal. A ideia de um tema aparentemente tão tétrico e fantasmagórico ocorreu-lhe (há mais de 20 anos) num dia em que o filho andava de triciclo no adro de uma igreja, entre […]






A contraluz A Ilha Encantada é uma versão para jovens de A Tempestade, de William Shakespeare, (Relógio D’ Água) criada por Hélia Correia. Escreve a autora, à entrada do livro, sob o título “No mistério do texto”: “Compare-se esta peça com um sol. O poder dos seus raios tem gerado um sem-número de novas criações. […]