As bicicletas são os automóveis dos poetas

RosaTrombaElefante_CPweb_grande

Um texto poético, bem-humorado e que foi publicado pela primeira vez em 1971, pelo autor surrealista António José Forte (1931-1988).

A primeira edição que se nos deparou datava de 2001, com capa e desenhos da sua mulher, Aldina Costa, numa edição bonita e cuidada da Parceria A. M. Pereira. Logo ali nos rendemos ao ritmo, ironia e talento do autor. Da ilustradora também.

Para mais, já admirávamos António José Forte no trabalho de encarregado das Bibliotecas Itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian. Como se recorda na contracapa desta nova edição, “percorreu Portugal numa carrinha Citroën, levando o prazer da leitura a vários recantos do país”. Também ali se lembra que “gostava de cidades, elefantes e bicicletas”.

Rosa_Elefante_11-copia_1024x1024

Mostremos então as suas palavras: “Em Amesterdão/ cidade da Holanda/ há uma bicicleta branca/ que pertence a mil poetas// Quero eu dizer que nenhum poeta/ tem nenhuma/ e todos têm uma bicicleta// É por isso que eu acho/ que as bicicletas/ são os automóveis dos poetas.” Lindo.

Nesta nova edição, as imagens são mais coloridas, às vezes quase berrantes, mas é dito e assumido pela editora que Mariana Malhão, que aqui se estreia num álbum ilustrado, “gosta de arte folclórica russa e de cores e formas vibrantes”.

Há ilustrações felizes, outras nem tanto, por demasiado infantis. Primárias, digamos assim, porque próprias de quem está no começo. É avançar.

Vamos então ao poema que dá título ao livro: “Um dia nasceu uma rosa na tromba de um elefante/ mesmo no nariz de um gigante, uma rosa é sempre elegante// Porém o que é que acontecia?/ como a rosa era branca e o elefante branco era/ ninguém sabia que havia/ uma rosa elegante na tromba do elefante (…)”

Rosa_Elefante_14-copia_1024x1024

Quem quiser conhecer melhor este livro pode ir hoje, às 16h, à Livraria Ler Devagar, em Lisboa (Lx Factory), escutar a filha do escritor, Gisela Forte, a quem este livro é dedicado, conversar com a ilustradora e com a editora, Carla Oliveira.

Terá ainda oportunidade de assistir à actuação do actor Zé Bernardino e do músico Artur Pispalhas, num concerto-poema, “com cordas, máquinas e bicicletas”.

As ilustrações do livro estão expostas e disponíveis para venda ao público. No final, há lanche para todos. Mesmo que não apareçam de bicicleta. (Nem de elefante.)

(Texto divulgado na edição do Público de 10 de Março, na página Crianças.)

Uma Rosa na Tromba de Um Elefante
Texto: António José Forte
lustração: Mariana Malhão
Edição: Orfeu Negro
44 págs., 14,50€

P.Elefante

Página completa publicada na edição em papel, com sugestões de actividades em família, via Guia do Lazer.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>