De molho e…

… em “jejum cibernético” durante alguns dias. Letra pequena agradece as visitas e comentários de quem vai passando (e ficando) por aqui. Mais ainda a quem regressa uma e outra vez. Obrigada!  (Ilustração, Relaxing, de Andrea de Santis. Conheçam-na melhor aqui.)






♪♫♪♫♪ Dança comigo ♪♫♪♫♪

Era uma vez um livro que não tinha palavras e que era e não era para crianças. Em rigor, a história tinha uma única palavra, “dança”, e vinha na capa do livro. Lá dentro, um homem sisudo, pesadão e desajeitado não conseguia acompanhar a alegria, leveza e agilidade de uma mulher. Ela e outros pares […]






O espelho vaidoso

Uma narrativa sobre a vaidade e como ela nos pode deixar sozinhos. Todos conhecemos a pergunta e a história que a celebrizou: “Espelho meu, espelho meu, existe alguém mais belo do que eu?” Pois aqui o desfecho é idêntico, a diferença é que o egocêntrico é o próprio espelho. Mas nem sempre foi assim. “Era […]






O sonho de voar

Este livro é um poema que faz voar qualquer leitor, tenha a idade que tiver. Ora escutem: “Não sabia o que queria, mas, se pudesse voar, seria. /Sentia por dentro uma inquietação de ave, vontade súbita e suave de longe, descolar do chão com destino sem mapa. Maneira de estar, sem estar, sempre de olho […]