David Machado emprestou-nos a voz

DavidMachado42146

Eu Acredito foi escrito por David Machado e ilustrado por Alex Gozblau. O escritor aceitou emprestar-nos a voz e leu-o na redacção do PÚBLICO em Lisboa. Este é o seu livro mais recente “para” crianças. Ou, se se quiser, “também para” crianças, já que os adultos gostam igualmente dele.

Alex Gozblau cedeu-nos as ilustrações, para que quem está desse lado do ecrã possa também conhecer visualmente o livro. A editora Alfaguara aceitou que o divulgássemos neste formato no nosso site. Com este vídeo realizado por Vera Moutinho, retomamos os Livros para Escutar do Letra pequena (que fomos reunindo aqui nesta  coluna à direita).

CapaEuACredito

Podem vê-lo e escutá-lo aqui.

Ou já a seguir:

Escritor e ilustrador planearam o conceito do livro em conjunto. “Levou-nos a pensar bastante sobre o que é um livro para crianças, o que é um álbum ilustrado, a definir o ambiente, a decidir o que é que representávamos ou não na imagem”, disse David Machado ao PÚBLICO.

Eu Acredito nasceu então de muitas discussões, adaptações, cedências e cumplicidades. Um desistiu de frases, outro reorientou caminhos plásticos. Resultou. 

Trata-se de um texto em que se enumeram várias crenças infantis. Como esta: “Eu acredito que a minha voz só deixará de se ouvir muito tempo depois de eu morrer.” Na página Crianças do PÚBLICO de 4 de Abril, já tínhamos informado que, nesta história, “um rapazinho aprumado (mesmo quando está de pijama) e um gato preto percorrem todas as páginas num azul-Gozblau”.

Rapaz e gato não parecem deste tempo. Talvez sejam de todos os tempos e lugares onde a infância mora. E aí nunca se deixa de acreditar. Seja em que os “pés um dia vão parar de crescer” ou que “dentro do escuro há monstros, mas também há fadas”.

eu-acredito-featured-300x300

David Machado tem várias obras publicadas para a infância. Entre elas, A Noite dos Animais Inventados (ilustração de Teresa Lima – Prémio Expresso/Branquinho da Fonseca), O Tubarão na Banheira (Paulo Galindro – Prémio Autores SPA/RTP), A Mala Assombrada (João M.P. Lemos) e Parece Um Pássaro (Gonçalo Viana). Recentemente, recebeu o Prémio de Literatura da União Europeia pelo título Índice Médio de Felicidade. Mas não “para” crianças.

Algumas histórias ilustradas por Alex Gozblau: Conto do 25 de Abril (texto de João Pedro Mésseder), A Magia do Círculo Azul (José Jorge Letria), Ainda Falta Muito? (Carla Maia de Almeida). O ilustrador tem trabalhos na imprensa, em banda desenhada, cinema de animação, publicidade, cartazes e capas de livros e discos.

Já foi distinguido pelo Clube de Criativos de Portugal, pela Society for News Design Ibérica e pela Casa da Imprensa, com o Grande Prémio Stuart de Desenho de Imprensa El Corte Inglés.

Eu Acredito; David Machado (texto); Alex Gozblau (ilustração); Alfaguara (edição); 40 págs., 11,90€

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>