Um beijo às escuras (segundo Ondjaki)

escuridao1

No dia que foi anunciado que o escritor angolano Ondjaki vencera o Prémio Saramago, pela obra Os Transparentes, chegava às livrarias Uma Escuridão Bonita, com ilustrações de António Jorge Gonçalves. Para ler (e ver) devagar.

escuridao2

 

A luz faltou de repente.
Nessa escuridão de melodia doce ou silêncio quente, entre zumbidos de mosquitos e o cheiro dos fósforos a acender a primeira vela dentro de casa, ganhei coragem e falei: — Tu não achas que as pessoas são uma coisa tão bonita? (…)”

Um livro com uma personagem de outro conto do autor, a Avó Dezanove.
António Jorge Gonçalves ilumina na medida certa esta escuridão bonita. Deixa a noite ser noite.

As imagens aqui reproduzidas foram retiradas do site do ilustrador, Sempre a desenhar.
Para ler a notícia sobre o anúncio do Prémio Saramago, este é o caminho.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>