Maria Keil: “O ouro, as pedras preciosas são as pessoas boas que morreram e se transformaram”

Notícia da morte de Maria Keil aqui.

Entrevista em 2007 aqui (com registo sonoro) e aqui (em html).

Fundamental é ter-se respeito a si próprio. Não acha? A gente vai pela vida fora, vai fazendo coisas quando vem a propósito. Tem cuidado para não ser chata para os outros. Dá muito trabalho. E depois chega-se ao fim e a gente vai-se embora. Depois começa-se a pensar: o que é que vai ser de mim debaixo do chão? Vou-me transformar em qualquer coisa. Não sei em quê, mas aquilo tudo junto, se calhar há ouro por causa disso, das pessoas boas que foram enterradas. Transformaram-se em ouro. Para que é que lhes servia ser boas? Para alguma coisa havia de ser. O ouro, as pedras preciosas são as pessoas boas que morreram e se transformaram.”

(Letra pequena está triste.)

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>