O Mundo Mágico de Jack

Aqui está a escolha de Helena Melo para o destaque da página Crianças da edição de hoje do Público.

O Mundo Mágico de Jack – ou a nova história de O João e o Pé deFeijão – é a 48.ª produção do TIL – Teatro Infantil de Lisboa, grupo que este ano comemora 35 anos de actividade. Um espectáculo musical com encenação de Fernando Gomes e música de Quim Tó, que conta uma nova versão da história publicada pela primeira vez em 1807, em Londres, por Benjamin Tabart – a história de um rapaz que nasceu, há muitos e muitos anos, num dia em que dizem que a terra tremeu… Com Adriana Pereira, Agostinho Macedo, Ana Freitas e Kim Cachopo, entre outros. Maiores de 4.
Lisboa Teatro Armando Cortez – Casa do Artista (Estrada da Pontinha, 7). Tel.: 217154057 / 218860503; sáb., dom. e feriados às 15h. 3ª às 11h e de 4ª a 6ª às 11h e 15h (escolas). Bilhetes a 10,50 e 13,50 euros (7 para escolas)
A coluna destinada a livros foi por nós preenchida assim:
O Artista Que Pintou Um Cavalo Azul
Texto e ilustração Eric Carle
Edição Kalandraka
32 págs., 15 euros
Um elogio ao uso da cor nas artes plásticas, O Artista Que Pintou Um Cavalo Azul “é também uma homenagem ao pintor Franz Marc, precursor do expressionismo. A sua tela Cavalo Azul serviu de inspiração a este livro”, informa a editora. A capa é logo muito sedutora, à semelhança das de outras obras do autor, como o livro de Natal Sonho de Neve ou O Senhor Cavalo-Marinho. Com pouco texto, este álbum é escrito na primeira pessoa. Um pintor apresenta-se: “Sou artista e pinto…” (é preciso virar a página para saber o que pinta ele) “um cavalo azul e…” (nova mudança de página) “um crocodilo vermelho”. Vários animais de cores inesperadas (“erradas”) vão sendo revelados. No final, pode ver-se o quadro inspirador deste trabalho, cuja exibição foi proibida durante o regime nazi alemão.
O Meu Primeiro Eça de Queirós
Texto Luísa Ducla Soares
Ilustração Fátima Afonso
Edição Dom Quixote
54 págs., 13,95 euros
A colecção O Meu Primeiro já vai em 12 títulos. O que conta a vida de Eça de Queirós é o mais recente e chega-nos através das palavras de Luísa Ducla Soares. Bem escolhidas, como é prática (e talento) da autora. Começa assim: “A vida de Eça de Queirós dava uma novela. Foi num carro puxado a cavalos que sua mãe, Carolina Augusta Pereira de Eça, aos 19 anos, abandonou a casa onde vivia, em Viana do Castelo, para ter um filho às escondidas.” O único conto que o importante escritor de língua portuguesa escreveu para crianças aparece no final, com a sugestão da autora: “Peço-vos que não se fiquem por esta curta leitura. Desafio-vos a lerem mais obras do autor.” Fátima Afonso criou ilustrações que retratam bem o ambiente da época, deteve-se em episódios marcantes da vida do escritor e mostrou sensibilidade nas escolhas de representação de elementos e emoções.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>