O Tempo das Crianças

Letra pequena ainda não terminou a leitura desta colectânea de contos organizada pelo escritor Richard Zimler e pelo tradutor, jornalista e activista dos direitos das crianças Rasa Sekulovic, de Belgrado (não conseguimos colocar os acentos no seu nome: uma espécie de acento circunflexo invertido no “s” e um acento agudo no “c”).

Pelo que já lemos, percebe-se que houve uma escolha de grande qualidade e sensibilidade. Os contributos generosos de narrativas dos vários escritores para a organização Save The Children fazem de O Tempo das Crianças uma obra ainda mais especial e valiosa. A edição é da Dom Quixote.

Para conhecer as motivações e os nomes dos autores que ofereceram as suas palavras para ajudar a salvar crianças, leia o artigo de Pedro Justino Alves no Diário Digital. Siga-nos.

Um comentário a O Tempo das Crianças

  1. Boa noite Rita, obrigada pela informação. Aproveito para desejar Boas Festas e votos de um 2011 mais interessado nas questões humanitárias. Deveria haver mais equilíbrio nas soluções e nas resoluções adoptadas pelos governantes e o exercício de cidadania de cada um de nós deveria ser expressão dessa exigência.BjnhoNota: De facto os acentos por vezes fazem falta, mas com um pequeno esclarecimento (como o do texto)fica corrigida a palavra. Parece-me, sim, saturante aquela explicação repetida e exagerada, na falta de qualquer acento ou virgula, que redunda em 'preciosismo' bacoco.;)Bom Natal!

    Responder

Responder a S.C. Cancelar resposta

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>