Fujam de casa

Este título não é para ser levado à letra, como poderão perceber pela página que se segue (se a quiserem ler). Também não pretendemos ser sádicos (já que o texto foi escrito no início de Agosto e estava muito bom tempo), mas este é um excelente meio de irmos arquivando o que publicámos (até para não nos repetirmos…).

Pensando bem, até é bom fugir de casa (mas só por um bocadinho e com a certeza de que podemos regressar e ser bem-vindos. Não é?)

2 comentários a Fujam de casa

  1. Parabéns, Rita Pimenta!É bom saber que alguém pensa em nós, desinteressadamente, e nos apela ao regresso ás coisas naturais da vida.Tanta vez os pais sabem a teoria das normas de conduta para com os filhos, mas esquecem-nas. Este post, simples e belo, "mexe" conosco.Obrigado

    Responder

Responder a Petrus Monte Real Cancelar resposta

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>