António Torrado, 40 anos de livros

Um abraço a António Torrado foi o título escolhido para o painel de abertura das Palavras Andarilhas 2010, em Beja. Porque escreve há 40 anos. Ainda bem.

 

O resultado de uma longa (e adorável) conversa com o autor pode ser lido nas páginas da edição de 19 de Setembro da revista Pública, com o título Já escrevi sobre tudo e mais alguma coisa.

 

(A foto é da autoria de Maria João Fragateiro).

O texto também está (em HTML) aqui.

2 comentários a António Torrado, 40 anos de livros

  1. Há muitos anos, há quase vinte, escrevi um poema ao António Torrado. Eu tinha aí uns 10 anos (hoje tenho 29) e a professora de português que tinha na altura desafiou-nos a escrever um poema para ler na biblioteca municipal, onde o escritor ia marcar presença. Assim fiz. Acho que ele gostou do que ouviu, pelo menos riu-se. Num dos versos escrevi qualquer coisa como os bigodes dele florescerem em manhãs de Primavera. Ele disse que nunca tinha reparado, mas era capaz de ser verdade. Acho que me disse que, às tantas, podiam crescer tanto que os pássaros até fariam lá ninhos. Toda a gente se riu na sala, fiquei cheia de vergonha. Ainda tenho esse poema guardado, na casa dos meus pais. Maria João Lopes, jornalista

    Responder

Responder a maria Cancelar resposta

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>