Alfabetos ilustrados II

Letra pequena já mostrou aqui alguns alfabetos ilustrados, mas é um tema que continua a ser muito procurado por quem está desse lado. Trata-se mesmo de uma das palavras-chave que mais visitantes “trazem” ao blogue (isto soa um bocado a espionagem…).
Como voltámos a ter “tempo de antena” na Pública para divulgar livros para crianças (mudam-se os chefes mudam-se as vontades!), pensámos ir ao encontro do interesse revelado pelos leitores.
Assim, falámos com o ilustrador André Letria, de quem se reproduz esta ilustração que criou para a letra N (ave nandu), e que nos contou histórias à volta do tema. Também conversámos com a educadora Paula Ramos (www.pessoascriativas.com/) e com a editora da área infanto-juvenil da Oficina do Livro, Rosário Araújo. A tudo isto acrescentámos uma “montra” de dez livros sobre alfabetos publicados em Portugal (nem todos com o mesmo nível de qualidade).

Fica aqui parte do resultado deste trabalho, que foi publicado na edição de 7 de Março da Pública.


Desenhar e escrever a partir da sequência das letras do abecedário. Assim se faz um alfabeto ilustrado. As crianças gostam, os educadores usam e os autores divertem-se. A literacia agradece e as editoras também.

A, B, C, D… Mais cedo ou mais tarde, a criança acabará por aprender a cantilena do alfabeto. E antigamente era mesmo por aí que começava o contacto com a leitura e a escrita. Agora, não. Fala-se primeiro no “pato” e só depois no “p-a-t-o”.
“O reconhecimento da letra deixou de ser o ponto de partida para a aprendizagem da leitura, porque é um símbolo abstracto para a criança”, explica Paula Ramos, educadora de infância e coordenadora do projecto Creative People — Intervenções Artísticas e Pedagógicas. Ou seja, o pensamento estrutura-se do concreto (pato) para o abstracto (a sucessão de letras que compõem a palavra). “À percepção do todo é que se segue o reconhecimento das partes.

Se quiser ler mais e ver as páginas da revista, siga-nos.

2 comentários a Alfabetos ilustrados II

  1. Que bom o regresso dos livros para crianças à Pública, Rita! E com tanto espaço para escrever… Vai ser uma secção mensal ou semanal?

    Responder

Responder a Ángela Cuartas Cancelar resposta

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>