Dar música à família

Caixa de Música é o destaque de hoje da página Crianças no Público. Uma escolha de Helena Melo.

O maestro norte-americano Scott Sandmeier dirige um bem-humorado concerto para trompa de Mozart, com a Orquestra Metropolitana de Lisboa, a participação dos Pequenos Violinos da Metropolitana e de Nuno Vaz na trompa. É ainda apresentada a mais conhecida composição de Modest Mussorgski (1839 – 1881), Quadros de Uma Exposição, o célebre passeio musical inspirado em dez pinturas de Viktor Hartmann. Caixa de Música – Concertos para Famílias é o primeiro de um ciclo que a Orquestra Metropolitana de Lisboa realiza no Centro Cultural de Belém (prossegue dias 14 e 28 de Fevereiro). Comentários de César Viana. Maiores de 3.

Lisboa Centro Cultural de Belém (Praça do Império). Tel.: 213612500. Amanhã às 11h30. Bilhetes a 5 euros

Hoje, em vez de dois livros, sugerimos apenas um. Tínhamos mesmo vontade de reproduzir o tubarão desenhado por Paulo Galindro nas páginas do Público, e não havia espaço para mais. Ainda bem que aqui há sempre.


Um aquário vazio e um avô que não encontra os óculos é o ponto de partida para uma narrativa inspirada e divertida de David Machado. Ir à pesca era a melhor forma de arranjar um inquilino para o pote de vidro que descobriram no sótão. E foi assim que Osvaldo, “um peixinho de escamas azuis e verdes”, entrou em cena. Mas o rapaz, que tem um adorável Caderno de Palavras Difíceis, não se conforma com a solidão do peixe. Outra pescaria e o avô ainda sem óculos. Capturam então um novo habitante para o aquário: um tubarão. Como era bastante maior que Osvaldo, teve de ocupar a banheira. No entanto, depois de loucuras várias, ambos acabam devolvidos ao mar. Um porque foge (o Osvaldo), outro porque já deu muitos sarilhos (o tubarão, que não chegou a ser baptizado). Nova pescaria, novo inquilino e, provavelmente, novo desastre. Não se chega a saber, mas adivinha-se.

Em O Tubarão na Banheira, texto e imagem jogam numa dinâmica feliz e, no final do livro, há ainda espaço para um delicioso resumo gráfico da história. Aqui, quem desenha é o pequeno João, filho do ilustrador. Nota-se. Ali há talento. Os originais das ilustrações de Paulo Galindro podem ser vistos a partir de hoje (17h) no Auditório Augusto Cabrita, no Barreiro. Com uns óculos suplentes, o avô descobre quem ocupa agora a banheira. E apanha um grande susto.

O Tubarão na Banheira
Autor David Machado
Ilustrador Paulo Galindro
Editor Editorial Presença
40 págs., 8 euros

Um comentário a Dar música à família

  1. Olá Rita. Tudo bem?Obrigado pelo post sobre "O Tubarão na banheira". É uma honra para mim estar presente no teu blogue, que aliás, sendo tão interessante, não poderia deixar de seguir diariamente.Paulo Galindro

    Responder

Responder a Pintarriscos Cancelar resposta

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>