Monstros à vista

Nada melhor que um filme (mesmo que não seja bom, ainda não sabemos) para se conseguir “tempo de antena” alargado (nos jornais, televisões e rádios) para a literatura infantil e para a ilustração. Viva Maurice Sendak e quem pôs os monstros à vista. Viva também a editora Kalandraka, que assina os direitos do livro em Portugal.

Leia um texto bem completo e interessante sobre a obra no blogue de Pedro Moura, Ler BD. (É vizinho de Letra pequena online nos blogues convidados do Público.) Se o leitor está de castigo e fechado no quarto, chegou o momento de fugir por aqui. Pode voltar a tempo de jantar.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>