Livros de Natal

Por agora, Letra pequena online deixa ficar aqui dois livros de (e sobre o) Natal. Os textos que se seguem foram publicados na página Crianças, no passado dia 12 de Dezembro, do Público. Tentaremos mostrar mais alguns por estes dias, mas a verdade é que em 2009 não nos parece que tenham surgido muitas novidades sobre o tema. Talvez não seja preciso.

Este livro (de que se reproduz a capa) tem dois títulos para a mesma história, O Pai Natal Que não Comia Queijo ou O Pai Natal das Memórias. E é mesmo sobre memórias que se escreve e desenha. Uma família habitava um palacete, mas cada agregado tinha o seu piso. Num, o casal Julieta e Artur, com a sua filha; noutro, a irmã do Artur, divorciada e com os seus dois filhos; noutro ainda, o avô, “um respeitado pintor”; por último, o 1.º direito “era ocupado pelo atelier”, onde “moravam as personagens pintadas nas suas telas”. Durante um lanche, as crianças descobrem um pequeno Pai Natal. Tão pequeno, que morava no açucareiro. Garantiu-lhes que receberiam o que haviam pedido, mas avisou-os de que acrescentaria presentes: “E aposto que serão os vossos preferidos.” Afinal, as prendas “extra” eram pequenos objectos que os iriam fazer recordar (adultos e crianças) momentos felizes. Uma pala de pirata, uma touca de borracha, um bilhetinho com nódoas de chocolate e outros presentes aparentemente sem valor foram mesmo os preferidos de todos, que através deles reviveram memórias felizes. Uma bela ideia esta de Isabel Zambujal – a de oferecer o passado.

O Pai Natal Que não Comia Queijo
Autor Isabel Zambujal
Ilustrador Susana Antão
Editor Oficina do Livro
56 págs., 12,5 euros

O Natal de ontem, com o Menino Jesus. O Natal de hoje, com o Pai Natal. Antes, “deixava só o bastante”. Agora, “muitas prendas, um fartote”. João Pedro Mésseder cria neste livro uma voz que vai enumerando, na primeira pessoa e num registo poético cativante, as mudanças na celebração do Natal. Com nostalgia e ironia. “E que é feito do Menino – agora pergunto eu – quase sem roupa, nuzinho, que tanta alegria me deu? / Será que voltou ao presépio, o ofício abandonou/ e a amealhar cá na Terra/ só o Pai Natal ficou, / entregue a contas e a anúncios pagos p’las televisões, / a pedir dinheiro aos bancos, / um não acabar de aflições?” Se o texto pende para o Menino, a imagem pende para o Pai Natal. É o tempo a ilustrar as diferenças entre quem escreveu e quem desenhou.

O Pai Natal e o Maiúsculo Menino
Autor João Pedro Mésseder
Ilustrador Gabriela Sotto Mayor
Editor Trinta por Uma Linha
28 págs., 11,70 euros

(Em ambos os casos, Letra pequena online teria escolhido outras capas. Há ilustrações mais interpelativas e plasticamente mais felizes no interior dos dois livros. Mas isto é a gente a falar… porque é fácil convencermo-nos de que sabemos de grafismo e de estética.)

Um comentário a Livros de Natal

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>