Papel a Mais


Letra pequena online traz hoje aqui a história de um livreiro que trocou a escrita pela leitura. Melhor: pela promoção da leitura. E fez com que muitas crianças se viciassem em livros.

Desde 1973 que o autor de Papel a Mais (Esfera do Caos) dirige e anima a livraria Culsete, em Setúbal. Ele e Fátima Ribeiro de Medeiros (professora e investigadora de literatura para a infância). Juntos, vêem agora, felizes, os então pequenos leitores entrarem-lhes pela porta dentro com outras crianças pela mão. Só podemos agradecer-lhes. E sabemos como: lendo e dando a ler.

“Quando optei por trabalhar a tempo inteiro na leitura, a escrita tornou-se papel a mais na minha vida”, diz Resendes Ventura (o escritor) que é também (e sobretudo) Manuel Pereira Medeiros (o livreiro).

E acrescenta: “O que me parece é que o tradicional modo de ser da livraria como mercearia dos livros tem pouca viabilidade (…) Cada vez mais deverá ser apoiada a pequena ou média livraria, como centro de convívio, como ‘oficina de leitura’ ou como especialização documental.”

O lançamento de Papel a Mais, Papéis de Um Livreiro com Inéditos de Autores está marcado para o dia 27 de Novembro, na Casa dos Açores, em Lisboa. Isto porque Manuel Pereira Medeiros nasceu na ilha de São Miguel (em 1936).

(Quando ele nasceu, não ficou tudo como estava.)

Chapéu e Bengala é o título do blogue do Livreiro Velho (como o autor chama a si próprio) e de alguns amigos. Para o visitar, faça o favor de nos seguir.

(Obrigada, Manuel. Obrigada, Fátima.)

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>