Afonso Henriques em palco

O destaque de Helena Melo para a página Crianças do Público de hoje vai para a História e para o teatro, em Lisboa.

O bebé Afonso ainda não tinha dois anos quando o seu pai, sentindo que a morte se aproximava, lhe deixou como herança o território do Condado. Mais tarde, o menino Afonso Henriques sonhou ser um dia um rei invencível contra os mouros e castelhanos… Por ocasião dos 900 anos do nascimento de Afonso Henriques, o Teatro Bando apresenta a peça Afonso Henriques, espectáculo estreado a 14 de Novembro de 1982 e considerado o Melhor Espectáculo para a Infância e Juventude pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro em 1983. Encenação de João Brites. Maiores de 6.

Lisboa Teatro Nacional D. Maria II – Sala Garrett (Praça D. Pedro IV). Tel.: 213250835
Sáb. às 16h. 4ª a 6ª às 11h. Até 17 de Dezembro. Bilhetes de 7,50 a 16 euros (6 para escolas e para os bilhetes do dia, comprados entre as 14h e as 15h)

Estes são os livros e os textos que apresentamos nesta mesma página do Público.

O Comboio de Pedra
Autor Vergílio Alberto Vieira
Ilustrador Anabela Dias
Editor Trinta por Uma Linha
32 págs., 12,50 euros

O Porto visto da janela de um comboio e pelos olhos de uma criança que tem de ir acompanhar a mãe ao médico. Vergílio Alberto Vieira lembra aqui como há 50 anos era uma aventura fazer uma pequena viagem de comboio. “Tudo ficava longe, há meio século”, conta-nos com a forma poética como escreve todas as histórias. É um texto um pouco nostálgico da cidade, mas onde também entra o humor. Muito através de personagens com o sotaque e carácter “tripeiro”: “Ali-ali, num bêdes nada, seus pangaios…” Estações de comboio como a da Livração e de Campanhã, armazéns de Gaia, São Bento, os cauteleiros, o Douro e os barcos rebelos são aqui invocados e ilustrados de uma maneira criativa e diferente. E recorda-se ao leitor: “O que é certo é que ninguém ao Porto chega por engano.” Pois não.

O Meu Livro de Política
Autor Jorge Sampaio
Ilustrador Tiago Albuquerque
Editor Texto Editores
64 págs. 14,99 euros

Depois de um ano de vários actos eleitorais, este livro de Jorge Sampaio pode ajudar quem queira dar a conhecer aos mais jovens o que é afinal a política. O adulto também pode aproveitar para reflectir um pouco sobre democracia, cidadania e o seu próprio papel no mundo. O livro está dividido em três grandes capítulos, que estão subdivididos em “lições”. O Meu Livro de Política teria a ganhar (e os leitores também) se se tivesse evitado um certo tom paternalista, comum em quem se estreia em livros para a infância e juventude, mas que tende a afastar os mais novos. As ilustrações de Tiago Albuquerque são graficamente muito claras e sintetizadoras, com uma escolha acertada das cores. O livro é mais alegre porque elas estão lá.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>