Aquele abraço

Os abraços não são todos iguais. E, pelos vistos, até os burros sabem disso.

Mais um livro da Orfeu Negro (versão Mini) que deve ser lido e visto e relido e revisto e pensado e repensado. Não é apenas lindo, lembra-nos como é tão fácil afastarmo-nos de alguém por equívocos palermas. E também de como é difícil depois conseguirmos encaixar com outro alguém da mesma forma. É bom que os miúdos saibam disso desde cedo.

Da autoria de Adelheid Dahimène e de Heide Stöllinger, foi traduzido para português por Sophie L. Fechner. Este livro recebeu o prémio Most Beautiful Book of Austria em 2002. Não admira!

Visite a Orfeu Negro. De caminho, abrace alguém.

6 comentários a Aquele abraço

  1. Queria deixar aqui um grande xi-coração para a autora do blogue.Já li o livro e gostei muito, fez-me lembrar algo da minha vida. Não se devem negar abracinhos, coisa feia que já fiz. Às vezes sou mesmo burro…(sem ofensa para os verdadeiros)!Cacilhas

    Responder
  2. Não resisti e resolvi comprar o livro… Ofereci-o ao meu companheiro. Assim, quando fizermos alguma burrice durante a nossa vida em comum, pegamos no livro Burros e :)))Um pequeno livro delicioso!!!

    Responder
  3. "CANÇÃO DOS ABRAÇOS São dois braços, são dois braçosservem pra dar um abraçoassim como quarto braçosservem para dar dois abraçosE assim por aí foraaté que quando for a horavão ser tantos os abraçosque não vão chegar os braçosVão ser tantos os abraçosque não vão chegar os braçosprós abraços"Sérgio Godinho

    Responder
  4. Há abraços de circunstância e, também, abraços genuínos e sentidos. Hoje, por ser um dia de partida(s) e, portanto, carregado de emoções, tenho dado e recebido vários abraços… abraços bons. :-) Em Londres, não há muitos meses, tropecei numa jovem e no seguinte letreiro: «Free Hugs». Comecei por esboçar um sorriso e daí à reflexão foi um saltinho. Na verdade, o carinho não custa dinheiro, mas, por vezes, esquecemo-nos disso. Para avivar memórias, deixo o site da campanha que deu origem ao dito cartaz e, certamente, a muitos outros espalhados pelo mundo: http://www.freehugscampaign.org/Verónica

    Responder

Responder a dejalo que va lejos Cancelar resposta

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>