Um barbecue a céu aberto

No fim-de-semana os parques de Berlim transformaram-se num grande barbecue a céu aberto. Passei no parque de Monbijou, onde o cheiro a grelhados chegou antes da imagem da relva cheia de pessoas armadas com os seus grelhadores, sacos de carvão, geleiras e afins. Os barbecues nos parques são tão populares que há mesmo um contentor […]






Um vietnamita em Mitte

Há tantos restaurantes vietnamitas em Berlim que é difícil escolher um. Os vietnamitas são a maior comunidade asiática na Alemanha, algo que terá a ver com a ligação entre o regime comunista do país e a então República Democrática Alemã (RDA). Muitos destes restaurantes são “asiáticos” – vietnamita com sushi é um clássico em Berlim […]






St Oberholz, o meu café preferido

O café St. Oberholz é o meu café preferido de Berlim. Por razões práticas que se transformaram em sentimentais. É um café bonito, bem decorado, com madeira (como indica o nome), paredes pintadas e candeeiros originais, ditados que têm a ver com animais nas paredes (óptimo para quem está a aprender alemão.) Pode-se comer bem […]






Street Art

A zona da estação de Hackescher Markt pode ser mais conhecida pela quantidade de lojas cool – da Fred Perry à All Saints, da American Apparel a designers locais – mas do que eu gosto mesmo é de passar todos os dias por estes cut-outs e graffiti, de El Bocho (o autor da personagem Lucy […]






Pátio rico, pátio pobre

Os pátios são muito comuns nos prédios berlinenses, especialmente em Prenzlauer Berg e Kreuzberg, mas aqui em Mitte estão, lado a lado, o supra-sumo do pátio de luxo e o supra-sumo do pátio alternativo. O luxuoso é um complexo de pátios chamado Hackesche Höfe, tem cinemas tipo multiplex e Starbucks, paredes com cores em desenhos […]