Quase nada é proibido na Cidade Proibida

A moda das flores de pano, ou das tiaras de plástico prateado, ou dos chapéus à Revolução Cultural com a estrela vermelha proeminente são ainda o must da indústria turística de Pequim, mas a tecnologia avança e não há nada que seja mais capaz de excitar os chineses do que o gadget da moda. No […]






A bicicleta e o riquexó já não moram aqui

É surpreendente, mas em quase 24 horas não pude ver em Pequim um riquexó, uma motoreta ou até, que tenha reparado, uma bicicleta. A outrora pátria do ciclismo quotidiano morreu, como morreram as ruas irregulares de pedra, como morreram os hutongs, bairros populares onde viviam milhares de pessoas, como morreu a China exausta com um […]






A penumbra no meio do Império do Meio

Esqueçam Frankfurt, o De Gaulle de Paris ou o O’Hare de Chicago; o terminal três do aeroporto de Pequim é moderno como os primeiros, mas gigantesco como nenhum. A chegada à China faz-se assim com um estalo de imponência, de ambição e, vá lá, de algum bom gosto na arquitectura. O espaço é imaculadamente limpo, […]