– A Maria João está apaixonada

– A Maria João está apaixonada. Tiro os phones. – Eu? Porquê? – Porque estás sempre a escrever mensagens. – Não são mensagens, são notas. Há quem tire fotografias, eu tiro notas. É a minha forma de registar o mundo. À nossa frente temos 12 horas de viagem de comboio que acabaram por ser mais […]






– Can’t sleep, ma’am?

– Can’t sleep, ma’am? Ele continuou a subir as escadas, eu continuei sentada nelas, no corredor do hotel, a fumar e a contar as peripécias do dia no chat. Que fomos de metro para Old Delhi, carruagens para homens e outras para mulheres, que seguimos em fila quase indiana até ao restaurante, rapazes nas pontas, […]






Ao pequeno-almoço lá estava ele

Ao pequeno-almoço lá estava ele. Não é o senhor da fotografia. É um de cabelo branco, rabo-de-cavalo e colete psicadélico, preso em alguma trip boa que deve ter acontecido nos anos 60 ou 70. Ri-se, fala sozinho, uma alegria grande. Em Nova Deli, há muitos espíritos assim a vaguear pela cidade. Nessa sala do pequeno-almoço […]






A primeira coisa que perguntei a Bunty Sharma

A primeira coisa que perguntei a Bunty Sharma, a quem chamo Sr. Bunty Sharma, foi como se diz histórias. A nossa rua em Nova Deli está cheia delas, é só confusão, buzinas, tendas. São todas assim. Todas estreitas e em todas cabe tudo. Entrei num cubículo que não tinha um metro quadrado, onde vive um […]






A despedida, entre o que nos é familiar e estranho a toda a hora

Este será muito provavelmente o último texto que escrevemos em São Tomé – e, felizmente, ainda o conseguimos enviar – é que nem sempre temos acesso à Internet. Temos andado a aproveitar cada minuto dos últimos dias e as pausas para ordenar o bloco de notas tornam-se mais apertadas. Praia, chocolate, aventura e gastronomia continuam […]






Sem santolas mas sempre com música

“Posso trazer mais?”, perguntou-nos o dono do restaurante em Neves, um cabo-verdiano de 51 anos chamado Daniel, pai de 27 filhos e benfiquista ferrenho. “Pode trazer tudo. Nós trazemos a barriga, você a comida”, respondeu prontamente o Kuassa. Fomos até Neves na expectativa de comer santolas, mas não havia. Em vez delas, a nossa mesa […]






O mergulho do dia 1

O nosso jantar de passagem de ano incluiu comida são-tomense (barriga de peixe andala com fruta-pão, e pastéis de matabala), bacalhau com natas cozinhado por uma portuguesa e ainda guacamole, uma iguaria mexicana. Até à meia-noite, e depois dela, foi só música e dança. E a festa continuou hoje, dia 1, na Praia PM, onde, […]






“Leve leve”

O nosso guia é o Kuassa. É ele quem conduz o jipe e leva música para ouvirmos naquelas estradas verdes. “Leve leve” é uma expressão que gosta de ir repetindo e ri-se muito quando nós dizemos que o deus que criou São Tomé já morreu. Como tem estado sol, andamos a saltitar de areal em […]