This is India – versão Bollywood (em Deli)

Nas primeiras horas acordada em Deli cansei-me a andar, mas sabia que o sono ia demorar – afinal, dormi muito mais do que o habitual logo que cheguei. Como tinha de acordar cedo e já andara sem destino, decidi que a noite seria passada a escrever umas coisas que trazia em atraso. Despachar pendentes para […]






A A. e o M. vêm comigo

Há alguns anos disseram-me que assim que chego a um lugar diferente mudo, parece que se nota na voz ao telefone, por exemplo (agora já nunca falo ao telefone com ninguém, a não ser em trabalho). Eu sei que é fácil sentir-me em casa depressa, não aconteceu em todo o lado, mas quase. E há […]






This is India

Dormi muito mais do que contava, meio jet lag, meio cansaço genuíno e puro. O pequeno-almoço já acabou há umas horas, mas encontro no quarto duas bolsas de café e maneira de ferver água. Não faço ideia onde estou, só sei que é a auto-estrada do aeroporto, eu vim dali, o resto da cidade deve […]






Dormir num quarto sem janela

Chegar às 2h da manhã a um hotel não tem mal nenhum. Chato é ser um hotel de não fumadores, mas por que raio é que isto existe na Índia? Pior, e não, não é só por causa dos cigarros, a janela do quarto não é uma janela, mas um vidro, se não abre não […]






“Ma’am, that’s so cute”

Quente, húmido, não tanto como esperava. O avião chegou com quase duas horas de atraso, já passava bastante da uma da manhã quando o comandante anunciou o início da aterragem e disse que estavam 24 graus. Pareciam mais quando pus o pé na rua já na companha do Diipac. As primeiras impressões não são tudo, […]






O sorriso da Karen (Restelo)

  Eu vou à Índia. Amanhã. Hoje, quando falo ao telefone aqui do meu pequeno exílio no Restelo, há quem duvide. “Mas tens a certeza que vais ter o visto a tempo? Sabes que é amanhã, não sabes?” Ou: “Mas sabes que horas são? Como é que podes ter a certeza?” Sei, sei isto tudo, […]






Ela viu tudo em Hiroxima

Frágil, sinto-me frágil. Nós achamos sempre que somos fortes, parece que é sempre tudo para sempre. Mas depois isto acontece e tudo acaba, tudo desaparece. A beleza é destruída de repente. O ser humano não é muito forte. Acabei de sair do museu e o que sinto é isso, fragilidade. Temos que nos unir para […]






O melhor pior espectáculo do mundo

De Tóquio, uma pessoa traz um caleidoscópio de lembranças, uma variação filmíca que mistura motes à Kurosawa, Godzilla e Blade Runner, à Lost in Translation, manga e anime, um corrupio de imagens em movimento, um corrupio de muita gente em movimento, parecendo tudo em fast forward. Ora, exactamente essa sensação é resumida num espectáculo de […]