Pico by the sea

Murakami propunha Kafka, mas aqui fala-se ainda e sempre do Pico. Talvez uma das melhores vistas da ilha-montanha, salvo aquela que vê espreitar o ponto mais alto de Portugal do cimo de um avião, é do mar. Onde antes se caçavam baleias, agora respeitam-se as ditas e os seus colegas de carteira, os golfinhos, enquanto algumas tartarugas marinhas chapinham no recreio imunes aos rufias marítimos que são as caravelas-portuguesas – balões de pastilha elástica cor-de-rosa perigosamente enganadores a boiar no mar, tentáculos venenosos para nunca nunca tocar.

E para a despedida, a ilha-baleia, a ilha-montanha, deu-nos um bocadinho de tudo. Há-de-se contar mais numa próxima edição da Fugas mas, para já, que se saiba que tão calorosos quanto os habitantes do Pico só os golfinhos que nos mostraram a saída às voltas e reviravoltas em torno do semi-rígido dentro do qual uma dezena de figuras vermelhas e laranja fluorescentes chocalhava, salpicada de sal, rumo a terra.

Pico by the sea, pois então. Se há lugar para pôr em prática todas as listas de “livros que levava para uma ilha deserta”, que os iminentes inquéritos de Verão vão começar a desdobrar, é este.

__
Joana Ama­ral Car­doso (texto) e Miguel Madeira (fotos) no Pico

Esta entrada foi publicada em Açores, Portugal com os tópicos , . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/emviagem/2013/05/24/pico-by-the-sea/" title="Endereço para Pico by the sea" rel="bookmark">endereço permamente.

2 comentários a Pico by the sea

  1. Se estas crónicas sobre o Pico são as escolhidas para estar no blogue do Público e se é só isto que conseguem dizer sobre esta ilha vulcânica absolutamente magnífica…. então o melhor mesmo é deixar de ler.
    ps- entre paisagens de todas as cores que podiam ter escolhido, na segunda crónica escolhem pôr uma fotografia do carro em jeito de publicidade…. que pobreza de espírito e que forma de viajar tão leviana.

    Responder

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>