A Invérnia da Auvérnia

Auvérnia é terra de vulcões. Adormecidos, é certo, mas marcantes, quais bossas de camelo, pontuando a paisagem. Aqui e ali uma cratera, acolá um lago, e outro, e outro. Não há lava, a não ser nas paredes do parque temático Vulcania, e essa é de faz de conta. Mas há neve. Sim, leu bem. Neve. Pouco passava […]






O idiota

São muitos os que dizem não saber o que fariam se lhes faltasse a mulher, o marido, o namorado, a namorada. Eu sei: faria merda. Perdoem-me o francês, mas tenho provas empíricas, documentação, relatos, testemunhas e mazelas duradouras. O que a Liliana consegue resolver com dois truques de retórica e um olhar sedutor ou fulminante, […]






Clermont-Ferrand na cratera do vulcão

Dia 1. descalçadas as botas, não há calos nos pés,  que Clermont-Ferrand não é assim grande no que tem de bom  para ver. E tem muito, condensado num centro histórico que, iniciado há séculos em plena cratera de um vulcão, foi crescendo para a encosta onde hoje predomina uma imponente catedral, toda ela em pedra […]






Um país à direita

Numa pequena cidade a poucos quilómetros do Porto, aprendi que o trânsito na desnivelada e apressada Invicta dos nossos tempos era monstruoso, caótico ou, na melhor das hipóteses, muito difícil de domar. No entanto, nunca encontrei vestígios das míticas provações do tráfego portuense e, depois de ano e meio a viver por lá, quando me […]






Nunca mais viajo nestas condições

2-1. Eu sabia que vir para Amesterdão em dia de final da taça não era boa ideia. Sobretudo deixando em Lisboa uma família vimaranense que aproveitou o domingo para o turismo do Jamor e deve agora – imagino – estar a voltar à base num autocarro em festa alvinegra. O efeito borboleta causou-me criativos transtornos […]






Pico by the sea

Murakami propunha Kafka, mas aqui fala-se ainda e sempre do Pico. Talvez uma das melhores vistas da ilha-montanha, salvo aquela que vê espreitar o ponto mais alto de Portugal do cimo de um avião, é do mar. Onde antes se caçavam baleias, agora respeitam-se as ditas e os seus colegas de carteira, os golfinhos, enquanto […]






Pico-a-boo

Ora o Pico escondeu-se no sábado mas no domingo, já que a montanha não ia a Maomé, os maomés foram à montanha. Há várias teses e medidas sobre quanto tempo leva a subir – a pé – e a descer – a pé – o Pico. Uma média de cinco horas que ascende às sete ou às três […]






Aos domingos, em Taforalt

Taforalt fica no coração dos montes de Beni Snassen, no nordeste de Marrocos e a uma hora de carro da costa de Saidia. Aos domingos, as famílias da zona de Berkane rumam às encostas montanhosas, param numa tenda de pasto ou num restaurante na aldeia para almoçar cabra ou borrego, consoante as posses. Guisado ou […]






Ceci n’est pas un Pico

Seis horas e meia, umas boas de dezenas de quilómetros e muitas linhas de costa e muitas mais ainda de colinas, montes e vales, vimos todo o Pico. Todo? Não. Uma montanha que é o ponto mais alto de Portugal ainda resiste aos visitantes. E a vida não é nada fácil para os jornalistas que […]