Em Paris (II)

Os franceses não gostaram do filme, diziam que os expunha demasiado a uma nostalgia, a uma espécie de paragem no tempo que em muito justificava porque podem os franceses, e os parisienses em particular, perder horas a discutir o nada. Contudo, Woody Allen tinha razão quando em Midnight in Paris disse que Paris era uma cidade bonita, até quando chovia, ou sobretudo quando chovia. É-o, de facto. E, sem mais, a chuva vista da estação de metro de Rochechouart-Clignancourt

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>