Habemus esqui!

A vida tem destas ironias: no nosso último dia, neve perfeita para esquiar na estação de Saint-Lary. Duas horas bem aproveitadas – sem quedas, uma pista verde e, finalmente!, controlo de curvas e contracurvas -, antes da partida para Toulouse. No aeroporto, muitos voos cancelados, quase todos para Paris. A França está coberta de neve […]






É doce esperar a neve (quando há chocolate que até “fala” português)

Ao terceiro dia já não há volta a dar: a viagem à neve de Saint-Lary ameaça tornar-se numa não viagem à neve. A neve que nos acompanha nesta viagem está bem visível ainda, mas a chuva já fez o seu “estrago” e a vila está bastante transitável; na estação, a neve não está própria para […]






Entre o fogo e a água

O caminho não é longo entre Saint-Lary e Ancizan onde vamos provar uma das especialidades doces desta zona dos Pirenéus. Le Gâteau à la Broche é o nome deste bolo que se faz de uma massa com ovos, manteiga, açúcar, farinha, baunilha natural e rum que vai sendo vertida sobre uma espécie de espeto revestido […]






Chuva em vez de neve

O nevão nocturno virou chuva matinal. Todos nos dizem que “à l’ haut” não está bom para esquiar. Mas nós tentamos, na companhia de Manu, guia do turismo local. Apanhamos o teleférico no centro da vila até ao ponto mais baixo a estação de Saint-Lary, 1700 metros no Pla d’Adet. Tem zona residencial (La Cabane […]






Cai a neve sobre a «estrela dos Pirenéus»

Chegamos a Toulouse e está frio. Chegamos à montanha e está menos frio. Ainda que a neve esteja por todo o lado e em quantidade generosa, a fazer-se repousar em vários centímetros que constroem muros na beira da estrada. Custou 1h30 até termos a neve que esperávamos nesta visita aos Pirenéus franceses, depois de recearmos […]






Em Paris (III)

Já passava das 20h, a fila prometia mais 30 a 45 minutos de espera. Tem sido assim desde 24 de Novembro e será assim até 25 de Março, por certo, já que a expoisção Dalí, que o Centre Georges Pompidou dedica ao artista espanhol, tem sido um sucesso de público. Já há 30 anos, estava […]






Em Paris (II)

Os franceses não gostaram do filme, diziam que os expunha demasiado a uma nostalgia, a uma espécie de paragem no tempo que em muito justificava porque podem os franceses, e os parisienses em particular, perder horas a discutir o nada. Contudo, Woody Allen tinha razão quando em Midnight in Paris disse que Paris era uma […]






Em Paris…

Parece que nunca se sai de Paris. Eis-me, de novo, depois de uma semana feita entre Amsterdão e Estrasburgo para ver espectáculos (textos entretanto publicados na edição diária) e, no caso da capital holandesa, para conhecer, pela primeira vez a cidade e sobre ela escrever para o Fugas, em breve (posts sobre estas duas cidades […]