Em Zagreb

Aos sábados os habitantes de Zagreb (os zagrebinos?) saem para os cafés e ficam horas a conversar. Zagreb é uma cidade que se vê, a sua parte principal, pelo menos, e por fora, em dois dias. Não é que não nos possamos demorar nos detalhes dos edifícios, ou não possamos hesitar no que comprar e […]






Em Paris

De tantas foram já as vezes – e tantas serão ainda – em que estive em Paris que me esqueço que se trata de uma viagem. É tão “lá de casa”, como soi dizer-se, que ir ver um filme no Mk2 Beaubourg no domingo à tarde, almoçar no Café Mistral, na Place du Châtelet, ir à Mona […]






Comer com elas em Naha

A mesa de correr estava vazia, quando nos sentámos para almoçar. Escolhemos o mais concorrido dos restaurantes do mercado público na baixa de Naha, maior cidade da ilha japonesa de Okinawa. Mandámos vir sopa, arroz e sushi. Enquanto isso, na outra ponta da mesa sentaram-se duas miúdas com os olhos demasiado redondos e formas demasiado […]






Moda à moda de Xangai

As duas raparigas à nossa frente na fila para o check-in fazem a diferença. Estamos em Xangai prestes a embarcar num paquete Royal Caribbean para um cruzeiro com destino a Hong Kong e escala em Okinawa, no Japão. Elas fazem a diferença porque estão cheias de estilo, combinando com extraordinário bom gosto peças de desenho […]






Xangai adora a maçã dentada

Xangai é uma cidade cheia de arquitectura imponente, mas parca em templos majestosos, budistas ou de qualquer outra fé. Já as lojas Apple são grandes, luminosas e resplandecentes. As demais multinacionais do costume também já têm morada na baixa da florescente cidade chinesa, mas nenhuma lhe chega aos calcanhares em termos de mística e devoção. São grandes […]






Azurara todo-o-terreno

Manhã de um domingo de Outono, ainda ao sabor de um Verão que teima em não partir. Em duas e quatro rodas, com auxílio de um motor ou recorrendo aos músculos das pernas, uma incursão pelos trilhos das terrras de Azurara que cercam Mangualde e com a Estrela em pano de fundo.






Hyères fora de horas

Em Hyères há uma hora e um dia em que as lojas estão abertas, mas nenhuns clientes. Hyères é uma vila medieval encavalitada num penhasco sobranceiro a uma península pantanosa e três ilhas paradisíacas, que estão entre os sítios mais populares da Côte D’Azur. Já Hyeres é menos turística e por isso tem mercearias, peixarias […]






A igreja-máquina do tempo de Marselha

A igreja à beira do Vieux Port de Marselha é dedicada a Saint Ferréol. O edifício neoclássico de meados do século XIX resulta fotogénico, naquele enquadramento de praça monumental à beira-mar, mesmo se não se afigura especialmente brilhante do ponto de vista arquitectónico. Mais interessante, ou pelo menos invulgares são os estabelecimentos incrustados, um de […]






Mulheres a sério é em Marselha

A minha guia já deve andar nos quarenta e muitos anos. Mas é alta, loura e está mais do que bem conservada. Andamos a calcorrear as ruelas estreitas do Panier, a Alfama de Marselha, mas apesar de ela estar acompanhada (e, na verdade, fazermos um bonito casal faz-de-conta), os homens sentados nas esplanadas dos cafés […]