Madrid, cenas da vida quotidiana

Fui a Madrid por três dias para construir um guia alternativo da cidade. Três dias não fazem um guia, como um guia não faz uma cidade. Para ler no FUGAS do próximo sábado, cenas da vida quotidiana, ou Madrid vista pelos madrilenhos. Uma cidade feita a várias vozes, entre a dos indignados que ainda resistem […]






Acordar nos Alpes

Afastam-se as cortinas e o horizonte é recortado pelas montanhas, em geral já primaveris mas, aqui e ali, ainda com farrapos de neve. Para completar a imagem de postal ilustrado que se quer,  lá estão os topos  sublinhados a branco e subindo a neve até às nuvens. Abrem-se os olhos para a manhã e não […]






Cinco noites, cinco bares

As noites de Budapeste já não são de rock & roll. O Inverno de 1991 vai longe e a famosa canção dos Mão Morta sobre a capital húngara (rever teledisco abaixo) perdeu actualidade para a electrónica e para a… reciclagem. As caves deram lugar aos kerts e agora é nos ruinpubs que a cidade se […]






Como desenhar um diário de bordo

Budapeste tem uma generosa rede de transportes públicos, mas, como em qualquer outra cidade, é a percorrê-la a pé que se fazem algumas preciosas descobertas. É a virar na rua errada que acrescentamos itens ao mapa turístico que levamos connosco para todo o lado: pequenos parques, praças ajardinadas, reentrâncias de bairros residenciais que escondem lojas, livrarias, pastelarias… […]






Estrelas ou cruzes, foices ou flechas, tanto vale

O conceito por detrás de um cemitério de estátuas pode exercer uma força de considerável magnitude nos planos de um turista. Depende do sujeito, claro, dos seus interesses gerais e particulares, da localização da empreitada, da meteorologia, etc., etc. Claro. Mas, registada a tempestade perfeita em Budapeste, é difícil resistir a uma visita ao Memento […]






O tributo eclesiástico de Budapeste

A basílica de Szent István (Santo Estêvão) estava na lista dos monumentos a visitar desde que marcámos a visita a Budapeste. E, uma vez por cá, era difícil evitá-la: o edifício impõe os seus 96 metros de altura na linha do horizonte e serve como inevitável ponto de referência nos passeios pela cidade. Deste lado do rio, Peste, […]






A primavera foi celebrada hoje, às 13h, na rotunda do Marquês de Pombal, em Lisboa, com a Orquestra Sinfónica Portuguesa (OSP) a interpretar, sob direcção do maestro Martin André, Sagração da Primavera, de Stravinski. Foram vários os lisboetas que chegaram à hora de almoço, de tupperware ou saco na mão, para, ao sol, darem as […]






Guimarães 2012

Não aprendemos muito com o tempo. Portugal tem, pela terceira vez, uma capital europeia da cultura e, não sendo uma cidade central, como o Porto (2001) ou Lisboa (1994), Guimarães sofre do défice de oferta de transportes. Não há mais comboios, nem autocarros especiais, e menos ainda navettes entre as principais cidades que rodeiam Guimarães. […]






No templo de Brennand

A estatura do homem (rente aos dois metros) não faz o tamanho do artista, nem a produção industrial de obras de arte (pinturas, esculturas, cerâmicas…) lhe decretam o talento. Mas este é o artista de quem se pode louvar integralmente a obra e a arte, tão grande é uma como a outra. O artista é […]