Madrid, cenas da vida quotidiana

Fui a Madrid por três dias para construir um guia alternativo da cidade. Três dias não fazem um guia, como um guia não faz uma cidade. Para ler no FUGAS do próximo sábado, cenas da vida quotidiana, ou Madrid vista pelos madrilenhos. Uma cidade feita a várias vozes, entre a dos indignados que ainda resistem em assembleias populares, a dos que desistiram de luta e esperam que a crise não faça sombra nas esplanadas de Malanzaña, e as das mulheres que há 50 anos compram tecidos para fazerem vestidos de levar à missa do fim das tardes que copiam das revistas francesas. Uma cidade invisível, de cabeça enterrada no corpo, ao lado de tudo o que os guias trazem. Ao longo da semana, aqui no blogue, apontamentos breves para deixar crescer água na boca, como as tapas de bacalhau frito do Revuelta, ali ao lado da Plaza Mayor (onde foi feita esta fotografia), o melhor de Madrid, ao lado de tantas outras casas de tantas outras tapas de tantas outras histórias…

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>