Anonymus, oito séculos antes dos computadores

O arranque da história húngara foi fixado pela primeira vez por volta do ano 1200 em Gesta Hungarorum. A obra segue o estilo da época: é uma crónica de glorificação do passado e da Casa fundadora do reino, em particular de Árpád, que viveu na segunda metade do século IX e é considerado o primeiro governante da Hungria. O autor, contudo, é desconhecido. Talvez seja Péter, bispo de Győr na passagem do século XII para o XIII. Talvez seja um cronista ao serviço de Béla III. Mas não se sabe ao certo. Gesta Hungarorum, que contém incorrecções e exageros vários e está disponível na íntegra online, foi apenas assinado por Bele Regis Notarius. Ou seja, escrivão do Rei Béla. Ou ainda: fiel servo do Rei Béla. E mais não diz. Sendo que, para início de conversa, nem se sabe de facto a qual dos monarcas chamados Béla se refere. Ficou conhecido como Anonymus e tem estátua no Vajdahunyad-vár, castelo que fica no actual parque da cidade de Budapeste. Com os devidos cuidados, a Wikipedia pode dar uma ajuda com a história.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>