Diário de Paris (I)


Paris parece sempre um cenário. Num domingo à tarde, frio mas onde o sol enche a cidade de uma luminosidade irresistível, há quem se passeie nas margens do Sena e tire fotografias. Serão iguais a tantas outras, tiradas ao longo dos anos, por outros tantos casais, muitos deles que nunca mais voltaram a Paris. Mas naquele momento, quando o rio preenche o resto da imagem, é a única coisa que importa.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>