“Streetwear” em Samarcanda

Umas vestem longos vestidos estampados com flores de cores berrantes sobre calças de veludo e chinelas de plástico pretas a combinar com meias de lã às pintinhas. Outras andam de minissaia ou jeans muito justos, casacos de cabedal ou blusões de ganga, calçadas de sapatos de salto alto ou ténis All Star. Outras ainda, recriam […]






Lisboa ao fim da tarde

Será sempre mais fácil enfrentar a crise quando se tem o sol como cúmplice. No Parque das Nações, em Lisboa, com vista para o rio, bocado da cidade ganha a tudo e por todos, mais de doze anos depois da Expo, é sempre possível imaginar que há coisas que a crise não vai conseguir cortar: […]






O regresso

Eram 18h00 do dia 28 de Outubro. Mais minuto, menos minuto. E ela chegou. Vinha altiva, graciosa. Com a certeza de encontrar tudo tal qual deixou. Afinal, aquele espaço é o seu — arduamente conquistado e muitas vezes disputado. É o seu lar, o canto a que chama de casa. É a primeira vez que […]






Broken bicycles

Uma coisa que sempre me fez alguma confusão em Nova Iorque é a quantidade de bicicletas abandonadas na rua, algumas sem rodas, outras inteiras mas completamente enferrujadas. Nesta viagem vi algumas transformadas, uma coberta de crochet ou outra pintada de branco, em que alguém colocou flores e escreveu no selim “Don’t forget me”. Mas mesmo […]






Circuncisão e Bolacha Maria

Os dois irmãos já nem se lembram, mas foi por terem sido operados na semana passada que os pais os trouxeram hoje a passear na cidade velha de Khiva. Vão a caminho do mausoléu de Parlavon Mahmud, santo padroeiro desta antiga cidade-estado da Rota da Seda, agora na fronteira sudoeste do Uzbequistão. Não se vê […]






Gorjetas

Quanto deixar de gorjeta? Em que locais e situações se deve dar? E como? Estas são questões que provocam por vezes alguma confusão ou mesmo angústia a quem visita os Estados Unidos. Há, claro, algumas regras básicas e simples: nos serviços – restaurantes, táxis, estética – deve-se dar um mínimo de 15 por cento (caso […]






O sítio mais pacífico do Uzbequistão

O velhote de barba branca e fatiota tradicional parecia ter sido colocado de propósito, ali no meio do pátio do Palácio de Verão do último emir de Bukhara. De propósito para nós turistas estrangeiros melhorarmos o nosso desempenho fotográfico. Por isso, quando se dirigiu a nós com um sorriso de orelha a orelha todos julgámos que […]