Em cruzeiro: Bahamas para turistas

Sobrevivemos para contar a história. Acordamos pelas 7h30, corremos a cortina do camarote e damos de caras com um mar calmíssimo – o mesmo que nos embalou os sonhos (chegámos a ter medo e, pelo sim pelo não, na mala vieram comprimidos para o enjoo, que continuam intocados em cima daquela mesa).

O “Monarch of the Seas” prossegue a sua marcha até Nassau, a capital das Bahamas, na ilha de New Providence. Atraca pelo meio-dia e menos de uma hora depois já estamos fora do barco. Está um sol radioso.

Antiga colónia britânica, as Bahamas (700 ilhas, apenas 30 e poucas habitadas) tornaram-se independentes em 1973. Nassau conserva ainda vários edifícios coloniais – coloridos, desde o rosa até ao lilás, passando pelo amarelo –, que são, aliás, o seu elemento dominante. A contrabalançar, aqui e ali há também casas arruinadas, que emprestam à cidade um ar decadente.


O centro histórico é facilmente explorável a pé. E até Potters Cay, aquele que para nós foi o grande “spot” de Nassau, também se chega bem a caminhar. E o que é Potters Cay? Um cantinho das Bahamas que não são só para turista ver. Junto ao mar (turquesa, turquesa, turquesa…) , alinham-se vários bares e pequeníssimos restaurantes de madeira, onde os locais se encontram para beber Kalik (cerveja nacional) a acompanhar uma “conch salad”. Verdadeira instituição das Bahamas, é uma salada de búzio com tomate, cebola e pimento, temperada com sal, pimenta e sumo de lima e laranja. É feita na hora, o molusco retirado da concha no momento. Não é uma coisa por aí além, mas sabe bem e refresca.

O “Monarch of the Seas” zarpa apenas pelas 23h30 e tínhamos planeado jantar em terra. Mudamos de ideias quando, às 17h30, procuramos um lugar para lanchar. A vida pública de Nassau acaba a esta hora. Encontrar um café para uma cerveja e um snack é dificílimo. Acomodamo-nos no Señor Frog, um “franchise” plantado em cima do mar e repleto de americanos. Não estamos nas Bahamas e é pena.

[Sandra Silva Costa e Nuno Ferreira Santos (fotos)]

Esta entrada foi publicada em EUA, Florida com os tópicos , . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/emviagem/2011/06/14/em-cruzeiro-bahamas-para-turistas/" title="Endereço para Em cruzeiro: Bahamas para turistas" rel="bookmark">endereço permamente.

2 comentários a Em cruzeiro: Bahamas para turistas

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>