Sofia, rainha da PhotoEspaña

A rainha está de tailleur verde e com uns sapatos de salto mais altos do que eu estava à espera… Vê-la ali, no Jardim Botânico, para inaugurar um festival de fotografia é estranho. Os seguranças por toda a parte, com o selo da casa real na lapela, os polícias com cães, muitas pessoas com o cartão Vip do PhotoEspaña ao pescoço, outras vestidas para uma festa…

Quando tudo termina, Sofia, a rainha, retira-se seguida por umas 30 pessoas, uma “corte” modesta. E atravessa o Botânico, com muitos turistas indiferentes e uma turma de crianças de sete ou oito anos aos pulinhos para tirarem uma fotografia com ela.

Sofia passa por Henri, um francês que se mudou para Espanha há 40 anos por causa de uma mulher que, como a rainha, era grega. Hoje tem quase 70, mas já não tem mulher. Ele ironiza, apontando para trás: “Sabe como se chamam estas flores?” Olho com receio de não saber responder, mas a pergunta é fácil. “Amores-perfeitos”, digo sem fazer a mínima ideia como lhe chamam os franceses… Ele conhece o nome popular e ri-se: “Amores perfeitos só nos canteiros.”

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>