“Banho” de Nova Iorque

“Posso tirar-lhe uma foto?” questionou uma e outra vez. “Mas não sorria”, acrescentava. Em tom estranhamente sério. Sem travões na língua, Jerry não hesitava: sempre que uma “singular” figura cruzava consigo na rua, perguntava, apontava a máquina e disparava. E seguia tranquilamente caminho. A taxa de sucesso foi plena. Ninguém hesitou em posar. Mesmo sabendo […]