Capriana: mosteiro (finalmente) em Paz

O dia desmaia quando, finalmente, chegámos às margens de um pequeno lago artificial. Os derradeiros quilómetros que aqui se dirigem são a descer em zona tranquila, rural, com casas térreas abraçadas por quintais. A primeira imagem é divina. E não falo de religião. Fixo-me primeiro no reflexo. Um dos edifícios do mosteiro duplicado no estático lençol […]