Wings of Tatev

Voar é sonho dos primórdios da Humanidade. Não fujo à regra. Não o poder fazer com armas brancas, explosivos ou outro material pirotécnico é uma chatice. Ou com roupa inapropriada. Pois… confusos? Eu explico. Wings of Tatev está no livro Guiness dos recordes do Mundo. É o maior teleférico com esta e aquela particularidade, xpto, […]






Aeroporto Fantasma

Ceder espaço ao imprevisto tem-me proporcionado algumas das melhores experiências de vida. E na vida. Seria maçudo elenca-las agora. Esta nota de rodapé apenas relembra esta atitude em viagem – e no dia-a-dia -, esta aversão ao “tudo organizadinho e planificado ao milímetro”. Não é para mim. Nunca foi. Jamais será. Queremos ir a um […]






GORIS

Goris. Esta é a altura de decidirmos. Daqui para a frente, não sobeja muita mais Arménia. É aqui que os viajantes descem para o Irão ou arriscam Nagorno Karabakh, que há 20 anos ficou tristemente célebre pela guerra. E atos de genocídio, um triste fado sempre em voga. Mais do que um lugar de passagem […]






ROTA DA SEDA

O gps indica 133 quilómetros para Goris, onde passaremos a noite. Olho para Noravank por uma última vez e fixo-me na beleza natural que nos conduz à estrada “nacional”. O desfiladeiro, o curso de água, a terra barrenta, as aves… Há dois homens semidespidos em pesca artesanal num rio que já será regato. Com água […]






NORAVANK

Na Geórgia sobram possibilidades para correr mal. Aqui, tudo parece diferente. A esse nível, a Arménia é bem mais civilizada. A polícia aperta bem mais com os condutores e estes portam-se dentro do civilizacionalmente correto. Alugamos um jipe. Melhor, um Chevrolet Niva. Na verdade, um jipezinho. Que foi dando para as encomendas. Apenas “morria” serenamente nas […]






Cascade & Jantar Ventoso

A infindável escadaria parece levar-nos ao céu. Falso alarme. Conduz-nos apenas a bem estimulantes obras de arte. Oriundas dos mais diversos cantos do Mundo. Saídas do génio de distintos e afamados criadores. A obra idealizada por Jim Torosyan começou em 1971 e apenas nove anos depois foi concluída. Cada andar é uma surpresa. Estamos atrasados […]






Opera House

Apanhamos a bilheteira a fechar. Foi mesmo em cima do “gongo”. A senhora tinha-nos garantido que às 19:00 virava costas e não queria saber. Os segundos esgotam-se quando lhe estendo a nota. “São cinco bilhetes para o espetáculo”, atiro, com um sorriso. Parece-me tão surpresa quanto incrédula. Tinha torcido o nariz quando, horas antes, lhe […]