Casa Rosada, varanda para o povo

Foi daqui que Evita – Eva Perón –, enquanto ‘primeira-dama’, se dirigiu emotivamente ao apaixonado povo argentino. Um palacete que é um dos edifícios mais emblemáticos de Buenos Aires e que é sede do poder executivo, onde exerce funções o presidente argentino. Juan Perón, a esposa ‘Evita’, Raul Alfonsin, o general Leopoldo Galtieri e outros juntaram multidões na Plaza de Mayo em busca do apoio ‘plebeu’.

As visitas guiadas, GRATUITAS, são oportunidade imperdível para os que desejam conhecer a sua história e arquitetura. Até para os amantes da pintura, tal a vasta coleção patente nos vários nobres salões do palácio.

O salão de Patriotas Latino-americanos, o pátio das Palmeiras, o salão das Mulheres Argentinas, a varanda para a Plaza de Mayo, o escritório presidencial… tudo pode ser apreciado aos fins-de-semana e feriados.

O edifício está localizado no que foi a Fortaleza Real de Don Juan Baltazar da Áustria, construída pelo governador Fernando Ortiz de Zárate em 1594, nas margens do rio da Prata. Em 1850 a fortificação foi demolida para se construir a Alfândega Nova… anos mais tarde pintada de cor rosada.

A casa Rosada – há diferentes teorias para a tonalidade, desde a tentativa de apaziguamento entre o vermelho e o branco de duas fações políticas à pintura com sangue bovino, prática comum no século XIX – é igualmente famosa pelo seu grande acervo de pinturas e esculturas, além da sua óbvia arquitetura.

A Casa Rosada possui fama internacional por ter sido palco de importantes manifestações políticas e também artísticas. Por exemplo, várias cenas dos filmes “A História Oficial” e “Evita”, protagonizado por Madona, foram gravadas na praça e nas sacadas do palácio.

Ao lado, o Museu Bicentenário que apresenta diversos testemunhos da história do país desde a sua independência. Igualmente com entrada gratuita, apresenta o famoso mural “Exercício Plástico” do artista mexicano David Alfaro Siqueiros.

Na mesma Plaza de Mayo, a catedral Metropolitano. A principal igreja de Buenos Aires. Uma obra imponente este edifício erigido no século XVI, mas que sofreu várias transformações e influencias de distintos estilos arquitetónicos. Aqui jaz José de San Martin, um general fundamental na libertação colonial da Argentina.

Francisco, o Papa, ‘porteño’ de nascimento, também passou por aqui…

Rui Bar­bosa Batista relata no blo­gue Cor­rer Mundo a sua aven­tura pela Argentina e Uruguai. No site www.bornfreee.com pode ace­der a outros rela­tos e ima­gens sobre a viagem.

 

 

Esta entrada foi publicada em América do Sul com os tópicos . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/corrermundo/2016/01/14/casa-rosada-varanda-para-o-povo/" title="Endereço para Casa Rosada, varanda para o povo" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>