Fórum dos Artistas – Imperdível no Irão

A melodia adocicada conduz-nos a um casal ‘camuflado’ na envolvente paisagem dos jardins. A lua ilumina a noite de Teerão, sob onda de calor que convida a espaços públicos como este: natureza e arquitetura em segredo relaxante, imune ao bulício dos 13 milhões de Teerão que rodeiam o Fórum dos Artistas do Irão.

“Não é uma cítara, mas um instrumento tipicamente iraniano. Tem um som muito particular. Não sou perito, apenas dou uns toques”, diz-nos o protagonista de suposta ‘serenata’, que  interrompemos. Dá-nos mais uns brindes musicais e depois quer que sejamos nós os solistas. Porque viemos ao Irão. O que achamos de Teerão? Como descobrimos aquele local. Inglês perfeito. Sentido de humor apuradíssimo. Conversador exímio.

Custa-nos largar os nossos interlocutores e ainda nem 10 passos nos afastamos e já temos duas jovens a querer saber de nós. Universitárias acompanhadas pelas mães. Nem sei bem se o entusiasmo é maior entre as filhas ou as progenitoras. Mais conversa e muitas fotos depois, chegamos ao desejado restaurante.

Estamos em ambiente romântico e artístico. Sereno. Convidativo. O lugar certo para conhecer os locais, no mais aberto e relaxado dos cenários. O jardim é apenas parte de um complexo que tem oito galerias do mais diverso tipo de arte distribuídas em edifício de dois andares, com os trabalhos a rodar mensalmente.

É assim que encontramos exposição de bonecos. Mais de noventa anos e uma vida a juntar pedaços de ‘tralha’ para dar vida a personagens que fazem felizes não apenas as crianças. Dizem-nos que perdeu a conta aos ‘muitos milhares’ que as suas carcomidas mãos conceberam. A autora de impressionante espólio foi descoberta em lugar remoto do Irão e está hoje mesmo neste espaço. Sem saber como reagir aos imensos curiosos. A uma equipa de produção para TV e muitas máquinas de filmar e fotografar. Que a tratam com gentileza, fazem desta avozinha uma verdadeira Diva. Sobressai o respeito e carinho dos anónimos iranianos para com esta simpática figura familiar.

Às exposições junta-se uma loja pejada de peças que apetece empacotar e trazer TODAS para casa.

Mas voltamos ao restaurante, que, com o apetite a apertar, é o que agora mais interessa. Tem fama de ser dos melhores vegetarianos da cidade. Tudo o que provo está saboroso… e não é a fome a falar por mim. Combinações surpreendentes, algumas com paladares bem exóticos. Os dois níveis do espaço exterior convidam a sorrisos e novos conhecimentos, inspiram para momentos íntimos que o grupo www.bornfreee.com saboreia, sorridentemente mergulhado num outro Mundo…

 

Rui Bar­bosa Batista relata no blo­gue Cor­rer Mundo a sua aven­tura pelo Irão. No site www.bornfreee.com pode ace­der a outros rela­tos e ima­gens sobre a viagem.

Esta entrada foi publicada em Ásia com os tópicos . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/corrermundo/2015/10/20/forum-dos-artistas-imperdivel-no-irao/" title="Endereço para Fórum dos Artistas – Imperdível no Irão" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>