15 horas de pura Birmânia

O sol ainda está em sereno descanso quando já estamos na estação de comboio de Yangon. Aconselharam-me a aparecer às 05:30 para comprar o bilhete, mas o entusiasmo – e prevenção – fez-nos chegar meia hora mais cedo. Melhor evitar confusões de multidões. Cenário que, definitivamente, não acontece. Ainda assim, o edifício colonial já tem […]






Palavra, Mariana?

À hora combinada, o seu sorriso atravessa a rotunda. Flutua do edifício da autarquia até à entrada mais próxima do pagode Sule. Os dentinhos brilham como a sua aura quando atira: “Deves ser o Rui, certo”? Certo, Mariana. Sou eu. Palavra. Daniel, Ana e Maria acompanham-me. Também estão curiosos e com fome. Seremos cinco num jantar […]






Não se estranha e já entranha

Yangon é um mercado ao ar livre. Em todo o lugar, tudo se vende. Muito se compra. Destacam-se roupa e comida. Há frutas exóticas e um sem fim de petiscos, para todos os gostos. Em pequenos recantos, “restaurantes” ao ar livre, em banquinhos minúsculos. Como se fossem de brincar. O misticismo da média luz, os […]






Paraíso natural

Ana e Maria captam a atenção de crianças. Elogiam repetidamente a sua beleza e querem fotos. Também sorriem para mim e Daniel, mas as mulheres portuguesas levam-nos clara vantagem nas solicitações. Acredito que a tenra idade – regra geral, não têm mais de 10-11 anos – é decisiva nesta esmagadora derrota do orgulho masculino. O […]






Shine, Shine Shwedagon

“O seu ouro brilhante é como uma súbita esperança da alma numa noite escura”, escreveu Somerset Maugham, em 1930. Mas vamos por partes. Haverá melhor lugar para iniciar a interminável saga do descalçar/calçar, obrigação de quando visitamos um pagode? Creio que não. O Shwedagon – ou o pagode dourado – é o templo budista mais […]






Min-ga-la-ba, Birmânia!!

O espesso “nevoeiro” que a industrialização da China produz também turva os céus da vizinha Birmânia. É, por isso, apenas quando o avião baixa altitude que começo a descortinar o solo. Curiosamente, em surpreendentes reflexos dourados. Vejo verde. Testemunho lagos. Cascatas. Um primeiro vislumbre que logo me entusiasma com o país. Natureza pura. Sem sinal […]






Plano B

O parque nacional Pudacuo é um ex-libris da região, mas os fortes ventos desaconselham o passeio. No hotel, insistem para não irmos. Revelam preocupação e estão determinados a prescindir da sua comissão nos impróprios 38 euros que custa passear neste lugar idílico. Há que engendrar em plano B. A solução é ver uma longa pradaria […]