O último a contar conta melhor

Num jantar com colegas da escola de massagens, um australiano contava o golpe das contagens.

Quando se troca dinheiro nos cambistas, eles põem maços de meio milhão separados para a pessoa conferir. Depois de a pessoa conferir, eles põem um ar muito admirado , perguntam se o maço tem de facto meio milhão e tornam a contar. Nesta contagem desaparecem umas tantas notas por maço. Como o cliente já conferiu uma vez, não torna a conferir.

Troquei três vezes cem euros. Cada vez por três maços de meio milhão. Não tinha percebido porque estava a gastar tanto dinheiro, se é tudo relativamente barato. Fui só atribuindo aos zeros. Mas afinal havia outra razão…

___
Fer­nando San­tos passa um mês em Bali, Indo­né­sia, entre um curso de mas­sa­gem e mui­tos pas­seios. E relata aqui as suas impressões

Esta entrada foi publicada em Ásia, Indonésia com os tópicos . Guarde o href="http://blogues.publico.pt/corrermundo/2015/01/23/o-ultimo-a-contar-conta-melhor/" title="Endereço para O último a contar conta melhor" rel="bookmark">endereço permamente.

Deixar um comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado.Os campos obrigatórios estão assinalados *

Podes usar estas tags e atributos de HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>