Sobre a tabela de sofrimento

Dizia a minha professora de massagem balinesa que, originalmente, a massagem balinesa se destinava a “healing and beautification”. (Insisto que voltes, Jane Austen.) Com a explosão do turismo, eram precisas coisas para vender (não falta artesanato) e serviços. Embora houvesse tradição de massagens, não eram “vendáveis” a ocidentais. Diluíram a massagem balinesa original com técnicas da […]






A minha mota é uma Cabrinha

Trânsito 1 Os condutores indonésios não têm nem a gentileza dos tailandeses, nem o frenesim dos indianos. A estrada faz-se, mas de uma forma algo tensa. Conduz-se à esquerda, excepto os que conduzem à direita e nos aparecem de frente naquele corredorzinho das motas entre um passeio ou berma e os carros. Como ninguém facilita ninguém, os parques, […]






Os macacos ladrões

Sempre que li alguma coisa sobre sítios com macacos em Bali, havia logo aviso para ter cuidado com os macacos ladrões. Tive o meu primeiro encontro. Um cartaz avisa para guardar chapéus, óculos e joalharia. O templo Uluwatu tem um amplo caminho na entrada principal ladeado de árvores. Uma tropa de macacos fazia gracinhas no […]






O último a contar conta melhor

Num jantar com colegas da escola de massagens, um australiano contava o golpe das contagens. Quando se troca dinheiro nos cambistas, eles põem maços de meio milhão separados para a pessoa conferir. Depois de a pessoa conferir, eles põem um ar muito admirado , perguntam se o maço tem de facto meio milhão e tornam […]